Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Psicologia Clínica e da Saúde
  4. Intervenção Psicodinâmica

Intervenção Psicodinâmica

Código 11779
Ano 1
Semestre S2
Créditos ECTS 5
Carga Horária T(30H)/TP(30H)
Área Científica Psicologia
Tipo de ensino Presencial.
Estágios NA
Objectivos de Aprendizagem Pretende-se que os alunos sejam capazes de intervir na prática clínica psicodinâmica, adquirindo um corpo aprofundado de conhecimentos no campo da intervenção psicodinâmica; conhecendo modelos teóricos de base de forma a aplicá-los em futuros contextos profissionais; desenvolvendo competências e conhecimentos necessários à intervenção psicodinâmica; e desenvolvendo e implementando metodologias de intervenção psicodinâmica aplicada às necessidades atuais. Pretende-se, também, que desenvolvam as seguintes competências: que sejam capazes de descrever o desenvolvimento da intervenção psicodinâmica; de discutir os principais contributos teóricos da perspetiva psicodinâmica; de compreender a natureza da relação terapêutica psicodinâmica com crianças, adolescentes e adultos; de descrever e aplicar as principais técnicas de intervenção psicodinâmica com crianças, adolescentes e adultos; e de integrar os princípios da psicoterapia psicodinâmica às necessidades contemporâneas de saúde mental.
Conteúdos programáticos 1. Conceitos-chave (estrutura da personalidade, consciente e inconsciente, mecanismos de defesa do ego, desenvolvimento da personalidade);
2. O processo terapêutico (objetivos da intervenção, funções e papéis do terapeuta, o estabelecimento de uma relação terapêutica);
3. Aplicações: técnicas e procedimentos terapêuticos (play therapy, associação livre, interpretação, análise de sonhos, resistência, transferência e contratransferência);
4. Aplicações: técnicas e procedimentos terapêuticos contemporâneos (teoria das relações de objeto, aplicações multiculturais e diversidade humana);
5. Aplicações: treino de competências de intervenção psicodinâmica (role-play, discussão e análise de casos).
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação Teste de avaliação (50%) + Elaboração e apresentação trabalho escrito (30%) + presença nas aulas (20%).
Bibliografia principal - Brenner, C. (1987). Noções Básicas de Psicanálise. São Paulo. Imago editora.
- Gabbard, G. O., Litowitz, B. E. & Williams, P. (2012). Textbook of Psychoanalysis. Arlington: American Psychiatric Association
- Short, F. & Thomas, P. (2015). Core approaches in Counselling and Psychotherapy. London: Routledge
- McWilliams, N. (2004). Formulação psicanalítica de casos. Lisboa: Climepsi
- McWilliams, N. (2006). Psicoterapia psicanalítica. Lisboa: Climepsi
- McWilliams, N. (2014). Diagnóstico psicanalítico. Lisboa: Climepsi
- Corey, G. (2013). Case Approach to Counseling and Psychotherapy. Belmont (CA): Cengage Learning.
Língua Português
Data da última atualização: 2022-06-17
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.