Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Ciência Política e Relações Internacionais
  4. Introdução às Relações Internacionais

Introdução às Relações Internacionais

Código 12243
Ano 1
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária TP(60H)
Área Científica Relações Internacionais
Tipo de ensino Presencial
Estágios N/A.
Objectivos de Aprendizagem Esta unidade curricular tem como principais objectivos:

1 – Introduzir os alunos à disciplina académica de Relações Internacionais, visando a compreensão do seu processo de autonomização científica e académica no enquadramento das ciências sociais;

2 – Dotar os alunos de conhecimentos fundamentais no âmbito das Relações Internacionais, designadamente, os principais acontecimentos da história das relações internacionais desde a Paz de Vestefália até à actualidade, os conceitos centrais utilizados pela disciplina e as teorias desenvolvidas no âmbito desta;

3 – Aprofundar o interesse intelectual dos alunos por diversos temas das relações internacionais contemporâneas, levando-os a questionar as suas ideias prévias e incentivando-os a utilizar as Teorias das Relações Internacionais para uma melhor compreensão da realidade internacional.

No fim da unidade curricular, os alunos devem ser capazes de:

1 – Compreender e explicar os fundamentos teóricos e históricos da disciplina de Relações Internacionais.

2 – Consolidar um espírito crítico caracterizado pela capacidade de analisar a realidade internacional recorrendo às diversas Teorias das Relações Internacionais.

3 – Aprofundar as temáticas abordadas através da investigação realizada pelos próprios com recurso a diversas fontes e tendo em consideração o perspectivismo subjacente às Relações Internacionais.
Conteúdos programáticos 1. Introdução: autonomia disciplinar e científica, objecto, método e teoria

2. Contexto histórico das relações internacionais: de Vestefália à contemporaneidade

3. Conceitos
3.1. Estado
3.2. Nação
3.3. Soberania
3.4. Poder
3.5. Ordem
3.6. Anarquia
3.7. Sistema, sociedade e comunidade
3.8. Cooperação
3.9. Conflito

4. Actores das relações internacionais
4.1. Estados
4.2. Organizações Internacionais
4.3. Actores transnacionais

5. Teorias das Relações Internacionais
5.1. Realismo
5.2. Liberalismo
5.3. Escola Inglesa
5.4. Marxismo
5.5. Teoria Crítica
5.6. Pós-modernismo
5.7. Construtivismo
5.8. Feminismo

6. Temas das relações internacionais
6.1. Segurança internacional
6.2. Globalização e economia política internacional
6.3. Governação global
6.4. Nacionalismo, regionalismo e cosmopolitismo
6.5. Identidade, cultura e religião: choque de civilizações?
6.6. Direitos humanos
6.7. Ambiente e alterações climáticas
6.8. As relações internacionais no século XXI
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação A maioria das aulas são teórico-práticas, com uma componente expositiva dedicada à transmissão de conteúdos e outra de teor prático em que se estimula a participação activa dos estudantes com intervenções e debates sobre as temáticas abordadas. Durante o semestre são realizados vários controlos de leitura, que consistem em recensões críticas de artigos, textos e materiais audio-visuais e na discussão sobre estes em aula.

Assiduidade mínima requerida para aprovação e admissão a exame: 80% das aulas.

Ensino-aprendizagem
Participação nas aulas: 10%.
Recensões críticas: 30%.
Duas frequências: 60% (30% para cada uma).

Trabalhadores-estudantes
Duas frequências: 100% (50% para cada uma).

Exame
Exame escrito: 100%.
Bibliografia principal Bibliografia principal

Cravinho, João Gomes. Visões do Mundo: As Relações Internacionais e o Mundo Contemporâneo. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais, 2002.

Heywood, Andrew. Global Politics. 2.a ed. Basingstoke: Palgrave Macmillan, 2014.

Maltez, José Adelino. Curso de Relações Internacionais. São João do Estoril: Principia, 2002.

———. Manual de Ciência Política: Teoria Geral da República. Lisboa: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, 2018.

Mingst, Karen A., e Ivan M. Arreguín-Toft. Essentials of International Relations. 7.a ed. New York: W. W. Norton & Company, 2017.

Santos, Victor Marques dos. Introdução à Teoria das Relações Internacionais: Referências de Enquadramento Teórico-Analítico. Lisboa: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, 2007.

———. Teoria das Relações Internacionais: Cooperação e Conflito na Sociedade Internacional. Lisboa: Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas, 2009.

Bibliografia complementar

Baylis, John, Steve Smith, e Patricia Owens, eds. The Globalization of World Politics. 7.a ed. Oxford: Oxford University Press, 2017.

Dougherty, James E., e Robert L. Pfaltzgraff Jr. Relações Internacionais: As Teorias em Confronto. Lisboa: Gradiva, 2003.

Fernandes, José Pedro Teixeira. Teorias das Relações Internacionais. Coimbra: Almedina, 2004.

Mendes, Nuno Canas, e Francisco Pereira Coutinho, eds. Enciclopédia das Relações Internacionais. Publicações Dom Quixote, 2014.

Moreira, Adriano. Teoria das Relações Internacionais. 9.a ed. Coimbra: Almedina, 2016.

Young, John W., e John Kent. International Relations since 1945. 2.a ed. Oxford: Oxford University Press, 2013.
Língua Português
Data da última atualização: 2016-03-25
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.