Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Ciência Política e Relações Internacionais
  4. Organizações Internacionais

Organizações Internacionais

Código 12280
Ano 3
Semestre S2
Créditos ECTS 6
Carga Horária TP(60H)
Área Científica Relações Internacionais
Tipo de ensino Presencial.
Estágios N/A.
Objectivos de Aprendizagem Os objectivos desta Unidade Curricular são:
- Estudar um conjunto de instituições internacionais, de âmbito global ou regional, no que respeita à génese, evolução, objectivos, estrutura formal e relevância actual;
- Sistematizar as características das Organizações iInternacionais como meio de promoção de instrumentos de cooperação internacional e de garantia da governação global;
- Identificar os principais contributos teóricos para o estudo das Organizações Internacionais;
- Reflectir sobre a relação entre a realidade internacional e o funcionamento das Organizações Internacionais
No final da unidade curricular, os alunos deverão ser capazes de:
1. Compreender e explicar a importância de diversas organizações internacionais enquanto actores das relações internacionais;
2. Analisar e avaliar o papel desempenhado actualmente por várias organizações internacionais;
3. Pesquisar, seleccionar e analisar informação sobre organizações internacionais, bem como dados, outlooks, relatórios e outras publicações por estas produzidos.
Conteúdos programáticos 1. As Organizações Internacionais como actores
1.1. Origem e desenvolvimento histórico das Organizações Internacionais
1.2. Classificação das Organizações Internacionais
1.3. Objectivos e competências
1.4. Funcionamento e actividades das Organizações Internacionais
2. Teoria Geral das Organizações Internacionais
3. Organizações Internacionais em análise
3.1. Organização das Nações Unidas (ONU): a Carta; principais órgãos; o processo de decisão; as missões de Paz
3.2. As Agências especializadas: UNESCO, PNUD, ACNUR, UNHRC, OMI, OMS, FMI, BM, OMC, OCDE, NATO, CPLP
4. Balanço sobre a actividade das Organizações Internacionais na actualidade
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação Métodos e Critérios de Avaliação
Ensino-aprendizagem
Participação nas aulas: 10%.
Trabalho individual escrito: 50%
Apresentação oral: 40%.
Os alunos com estatuto de trabalhador-estudante serão avaliados em regime de avaliação contínua de acordo com os seguintes critérios:
Trabalho individual escrito: 50%
Apresentação oral em data a acordar com a docente: 50%.
Os alunos que obtiverem em ensino-aprendizagem uma média final entre 6 e 9 valores são admitidos a exame final.
Bibliografia principal Armstrong, David, Lloyd, Lorna and Redmond, John (2004). International Organisation in World Politics. 3rd ed. New York: Palgrave MacMillan
Campos, João Mota de (coord) (2010). Organizações Internacionais. 4.ª ed. Coimbra: Coimbra Editora
Barkin, J. Samuel (2013). International Organizations: Theories and Institutions. 2.ª ed. Basingstoke: Palgrave Macmillan
Frederking, Brian, Diehl, Paul Francis (eds) (2015). The Politics of Global Governance: International Organizations in an Interdependent World. 5.ª ed. Boulder: Lynne Rienner
Pinto, Maria do Céu (2007). As Nações Unidas e a Manutenção da Paz e as Actividades de Peacekeeping doutras Organizações Internacionais, Coimbra: Almedina
Schiavone, Giuseppe (2008). International Organizations: A Dictionary and Directory. 7.ª ed. Basingstoke: Palgrave Macmillan
Weiss, Thomas George, e Wilkinson, Rorden (eds) (2014). International organization and global governance. London: Routledge

Entre outras referências aconselhadas por tema no decurso das sessões de contacto
Língua Português
Data da última atualização: 2016-03-25
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.