Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Filosofia
  4. Seminário de Ética e Fenomenologia II

Seminário de Ética e Fenomenologia II

Código 13034
Ano 2
Semestre S2
Créditos ECTS 7
Carga Horária S(39H)
Área Científica Filosofia
Tipo de ensino presencial.
Estágios n.a.
Objectivos de Aprendizagem No final deste Seminário, o aluno deve estar em condições de:
1. Identificar e discutir problemas que se coloquem na transição descrição fenomenológica para a prescrição prática;
2. Debater, explicar e justificar a génese dos problemas, das noções e das implicações fundamentais da Ética (v.g., teleologia, deontologia, escolha preferencial, phronesis, etc.) nos seus contextos históricos e temáticos específicos, à luz de textos consagrados e de autores fundamentais;
3. Redigir um trabalho escrito onde demonstre compreensão global dos problemas e uma capacidade de aplicar esse conhecimento na tomada decisões metodológicas e teóricas no âmbito de um tópico concreto.
Conteúdos programáticos 1. Nos limites da Fenomenologia: percepção e volição / descrição e prescrição; as noções de «vontade» e de «liberdade» postas à prova. A emergência de vários tipos de Ética e o estatuto epistemológico desta.
2. Éticas no horizonte teleológico: práticas da razão e verdade prática (praktikê alêtheia). Para uma Fenomenologia da acção na ética aristotélica e suas revisitações.
a) As manufacturas da acção: tarefa (ergon) e auto-realização ética;
b) As razões da acção: silogismo prático (syllogismos praktikos) e discursividade ética;
c) Os textos da acção: decisão prudencial (phronesis) e atestação ética;
d) Recuperações hodiernas da teleologia: A. MacIntyre e M. Nussbaum.
3. A Ética sujeita à prova da universalização. O momento kantiano: boa vontade, dever e imperativo categórico.
4. Sob o signo do ‘universal concreto’: convergência do télos e do Pflichbegriff no “momento prudencial” da sageza prática.
5. Ricoeur e o triângulo de base da ética: visar a vida boa (eu), com e para os outros (tu), em instituições justas (ele).
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação A avaliação é feita mediante um trabalho escrito de investigação individual sobre um tópico dentro do âmbito geral do Seminário.
Bibliografia principal Amaral A.C., Mesomorfologia da acção em Aristóteles: os limites da decisão no limiar da phronesis, Covilhã, Universidade da Beira Interior, 2014
Aristóteles, Ética a Eudemo, ed. bilingue,co-trad. António AMARAL & Artur MORÃO, Lisboa: Tribuna, 2005 (no prelo);
Aristóteles, Ética a Nicómaco, ed. bilingue, trad. Dimas de ALMEIDA, Lisboa: Edições Universitárias Lusófonas, 2012
HEIDEGGER M., Interpretações fenomenológicas sobre Aristóteles, Petrópolis, Editora Vozes, 2011.
Kant I., Fundamentação da metafísica dos costumes Lisboa, Edições 70, 1995.
MacIntyre A., After Virtue: A Study in Moral Theory, Chicago, University of Notre Dame Press, 2007
Nussbaum M. C., The Fragility of Goodness: Luck and Ethics in Greek Tragedy and Philosophy, Cambridge, Cambridge University Press, 2001
RICŒUR P., Soi-même comme un autre, Paris, Seuil, 1990
Santos, J.M., Introdução à Ética, Lisboa, Documenta, 2012
Língua Português

Curso

Filosofia
Data da última atualização: 2017-05-25
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.