Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Sociologia
  4. História da Cultura Portuguesa

História da Cultura Portuguesa

Código 13153
Ano 3
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/TP(45H)
Área Científica Cultura
Tipo de ensino Teórico-prático
Estágios Não tem
Objectivos de Aprendizagem 1.Conhecimento dos temas mais importantes da cultura portuguesa para a sua formação em contexto de globalização;
2.Elaborar trabalho prático sobre um autor e uma obra relevantes da cultura portuguesa;
3.Demonstrar capacidade de exposição oral na apresentação;
4.Adquirir capacidade crítica.

A vastidão da dimensão cronológica e da temática, de componentes civilizacionais, artísticas e espirituais implícitas, impõe algumas opções. Elegemos como temas mais caros: a escola, os livros, as bibliotecas e a universidade; os descobrimentos; o humanismo e a reforma; o sebastianismo; António Vieira e a utopia; Pombal, o iluminismo e o academismo, o liberalismo e o romantismo, a Geração de Setenta; a opção republicana e a cultura de oposição até aos nossos dias. Entre a exposição pelo docente e a leitura pelos alunos dos principais autores e das obras mais representativas, percebe-se que se conseguirá, no final da Unidade Curricular, uma visão global da cultura portuguesa.
Conteúdos programáticos
1.As questões da historiografia, a da utilidade da história e os conceitos de cultura e de civilização.
2.A identidade portuguesa: unidade e diversidade.
3.Evolução administrativa e demográfica de Portugal.
4.Os primeiros espaços e manifestações da cultura portuguesa letrada e artística.
5.Dimensões do Renascimento e da Reforma em Portugal: Humanismo, Erasmismo e inquisição em Portugal; as viagens; Gil Vicente, Frei Heitor Pinto e Luís de Camões.
6.D. Sebastião e o Sebastianismo.
7.O Padre António Vieira e o “Quinto Império”.
8.O Pombalismo, o Iluminismo e o enciclopedismo.
9.O Liberalismo e o Romantismo em Portugal.
10.As propostas novas da Geração de 70.
11.O Republicanismo.
12.O Modernismo e outras vanguardas.
13.A cultura da "política do espírito" do Estado Novo.
14.A cultura de oposição: o neorrealismo português, os humanistas cristãos, os existencialistas e os independentes.
15.A globalização e a economia, a sociedade e a cultura portuguesas.

Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação A avaliação será composta por dois elementos: realização de uma frequência sobre matérias lecionadas pelo docente, compondo 50 % do total da avaliação; a elaboração e apresentação do trabalho prático completarão os outros 50%.
Bibliografia principal BUESCU, Helena Carvalhão (coord.) (1997). Dicionário do Romantismo Literário Português. Lisboa: Editorial Caminho.
CALAFATE, Pedro (dir.) (1999-2004), História do Pensamento Filosófico Português, 5 vols., Lisboa: Editorial Caminho.
CATROGA, Fernando e CARVALHO, Paulo A. M. Archer de (1996). Sociedade e Cultura Portuguesas II, Lisboa, Universidade Aberta..
MATTOSO, José (dir.) (1993-1999). História de Portugal. vols. I a VIII. Lisboa: Estampa.
PEREIRA, António dos Santos (2008). Portugal Descoberto, vol. I: Cultura Medieval e Moderna. Covilhã: Universidade da Beira Interior e Fundação para a Ciência a Tecnologia.
PEREIRA, António dos Santos (2008). Portugal Descoberto, vol. II: Cultura Contemporânea e Pós-Moderna. Covilhã: Universidade da Beira Interior e Fundação para a Ciência a Tecnologia.
TAVARES, Maria José Pimenta Ferro (1990). Sociedade e Cultura Portuguesas. 1 vol. Lisboa: Universidade Aberta.
Língua Português
Data da última atualização: 2017-06-24
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.