Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Filosofia
  4. Filosofia Contemporânea I

Filosofia Contemporânea I

Código 5948
Ano 3
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/TP(45H)
Área Científica Filosofia
Tipo de ensino Presencial.
Estágios Não se aplica.
Objetivos Gerais e Resultados de Aprendizagem O programa tem como objetivo caracterizar os vetores dominantes da contemporaneidade filosófica. Ao fazê-lo, promove o conhecimento dos seus principais autores e concita a compreensão dos textos fundamentais. Saber problematizar questões no âmbito de um sistema de filosofia contemporânea, bem como de as confrontar com outros sistemas de filosofia contemporânea.
Saber desenvolver, de forma original e argumentativamente sustentada, hipóteses de interpretação e de crítica teórica no âmbito do mapa contemporâneo de filosofia contemporânea.
Ser capaz de aplicar os conteúdos adquiridos em filosofia contemporânea ao estudo da filosofia contemporânea, e suas tendências.
Conteúdos / Programa 0. A FILOSOFIA CONTEMPORÂNEA
Panorama geral e principais correntes. a) Kant: filósofo moderno e contemporâneo. b) Século XIX. c) Século XX.
1. INTRODUÇÃO À FENOMENOLOGIA – HUSSERL
- Os conceitos de fenómeno e de fenomenologia. Experiência. Consciência. Intencionalidade. Intuição e evidência. Acto/correlato intencional/objecto. Tipos de objectos. Idealidades. A fenomenologia como método
2. HEIDEGGER
2.1. O método fenomenológico segundo Heidegger
2.2. Analítica do Dasein e ontologia
2.3. O estar-no-mundo. Mundo circundante. Utensílio, manualidade e disponibilidade [ser simplesmente dado]
2.4. Ser-com. Ser-si-próprio. O impessoal. O ser quotidiano do Dasein
2.5. Disposição afectiva e humor, angústia e cuidado
3. MERLEAU-PONTY
3.1. A fenomenologia de Merleau-Ponty
3.2. Primado da percepção
3.3. O mundo
3.4. Relação com o outro
Bibliografia / Fontes de Informação SCHÉRER, René, “Husserl, a fenomenologia e os seus desenvolvimentos”, in: François Châtelet, História da filosofia, Vol. 3, De Kant a Husserl, Dom Quixote, 1995
HEIDEGGER, Martin O ser e o tempo, Vol. I, Edições Vozes
MERLEAU-PONTY, Maurice
- Le primat de la perception et ses conséquences philosophiques / O primado da percepção e as suas consequências filosóficas
- Fenomenologia da percepção, Prefácio Vozes
DASTUR, Françoise, “HEIDEGGER”, in Dominique Folscheid, La philosophie allemande de Kant à Heidegger, PUF, Paris, 1993
DUBOIS, Christian, Heidegger. Introduction à une lecture, Points, 2000
DESCAMPS, Christian, “MERLEAU-PONTY”, in: François Châtelet, História da filosofia, Vol. 4, O século XX, Dom Quixote, 1995
BARBARAS, Renaud, Merleau-Ponty, Ellipses, 1997
Actividades de Ensino-Aprendizagem e Metodologias Pedagógicas A metodologia de ensino escolhida foi desenhada de forma a operacionalizar a relação entre Professor e Alunos e, assim, a tornar mais compreensível o próprio modelo científico-pedagógico usado nesta unidade curricular. Além disso, os conteúdos programáticos definidos são totalmente coerentes com os objetivos definidos para a unidade curricular. Deste modo, os alunos são iniciados em cada tema no contexto de aulas teóricas, de modo a que passem a dominar os principais instrumentos conceptuais e, com eles, consigam resolver toda o tipo de problemas e dificuldades, o que se faz, em seguida, num contexto mais prático que promove a leitura e interpretação de textos previamente selecionados.
Língua Português

Curso

Filosofia
Data da última atualização: 2014-08-07
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.