Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Eventos
  3. Palestra e visita orientada à exposição “Rota da Seda: do Oriente à Europa”

Palestra e visita orientada à exposição “Rota da Seda: do Oriente à Europa”

Com a participação de José Luís Santos, professor de História, fotógrafo e viajante, no âmbito da iniciativa “Tardes no Museu”.

  27 de junho de 2019  

  •   UBI

O Auditório da Real Fábrica Veiga recebe, no dia 27 de junho (quinta-feira), pelas 16h00,  mais uma edição de Tardes no Museu com a palestra e aula aberta “A Rota da Seda_entre o Oriente e a Europa”.

A sessão tem como convidado José Luís Santos, professor de História, fotógrafo e, como se descreve, “viajante”, que conheceu in loco e registou, em fotografia, alguns dos locais do comércio da seda desta(s) rota(s) milenar(es), enquanto lugares cruciais de interseção de povos, de culturas e de civilizações, cuja exposição agora patente ao público será, no final, visitada com o acompanhamento e mediação do autor.

A entrada para esta sessão é livre, gratuita e para todas as idades.

Nota biográfica do orador José Luís Santos
Natural da Lousã, nascido em 1980, José Luís Santos é professor de História e fotógrafo. Inicia em 2000 a sua colaboração no jornal “Trevim”, quinzenário de informação local, ano em que vence o primeiro prémio e uma Menção Honrosa num concurso de fotografia. Com o dinheiro do prémio, parte pouco depois para a Europa num InterRail.

Em 2002, inicia uma nova fase da sua vida ao partir para Siena, em Itália, onde fica a viver um ano ao abrigo do programa universitário Erasmus. Nos anos seguintes, viajará com as suas câmaras por toda a Europa e Médio Oriente (Turquia, Jordânia, Síria e Egipto). No outono de 2007, parte para os Açores para aí lecionar. Aproveitará para “dar um pulo” aos Estados Unidos e, em 2009, ruma a Cuba para obter uma opinião pessoal sobre a ilha de Fidel. No ano seguinte, a Rússia será o destino escolhido. Percorreu a China em 2011 e, no ano seguinte, fascinou-se com o Irão. Apanha um barco para o Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e passa ainda por Omã para molhar os pés no oceano Índico.

Em 2013 parte para a descoberta do Cáucaso, percorrendo a Geórgia, Arménia e Azerbaijão, além das autoproclamadas repúblicas independentes da Abecázia e do enclave de Nagorno Karabakh. Em 2014 regista o Líbano, Jordânia e Israel, território muito sensível e em eterna disputa. No ano seguinte, orientou a sua viagem para a Ásia central: Quirguistão e Uzbequistão. Nestes últimos anos, percorreu a Tailândia, Camboja e Índia, regressando também à Geórgia, China e ao Quirguistão.

Atualmente, é Líder de viagem de «FotoAdrenalina», um projeto fotográfico que promove experiências por todo o mundo.

 

 

Data última atualização: 2019-06-21

Data da última atualização: 2019-06-21
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.