Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Faculdade de Artes e Letras cria Mestrado em Estudos de Cultura

Faculdade de Artes e Letras cria Mestrado em Estudos de Cultura

  2017-03-10       UBI     Faculdade de Artes e Letras

Img:

A nova formação foi aprovada pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior por seis anos e entra em funcionamento no próximo ano letivo.

A Faculdade de Artes e Letras da Universidade da Beira Interior (FAL-UBI) terá a funcionar no próximo ano letivo (2017/2018) um novo curso de Mestrado da área da cultura. O 2º Ciclo em Estudos de Cultura recebeu a aprovação incondicional por um período de seis anos da parte da A3ES – Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior e vai ter disponíveis 20 vagas.

O curso assume como elemento distintivo e caracterizador da sua mais-valia científica e pedagógica a ligação à região que lhe serve de contexto e às suas instituições, culturais e outras. Tem uma sólida vocação profissionalizante, a par da indispensável atenção que será concedida aos alunos que optem pelo percurso científico.

Nascida do firme compromisso com o empreendedorismo na área multidisciplinar da Cultura e dos Estudos de Cultura, que tem expressão na sua grelha curricular e onde se torna evidente a cooperação interinstitucional com seus parceiros, a nova formação fará seu o compromisso com a internacionalização, seja na captação de alunos estrangeiros, na mobilidade de docentes e alunos, seja ainda na visibilidade da investigação e dos projetos desenvolvidos ao abrigo das suas atividades de ensino-aprendizagem.

No seu relatório final, a Comissão de Avaliação Externa (CAE) salienta, entre outros pontos fortes, “a existência de três áreas de especialização – Empreendedorismo Cultural, Cultura e Expressões Artísticas e Políticas Culturais – que permite combinar uma parte curricular obrigatória com Unidades Curriculares opcionais, indo ao encontro de interesses específicos dos potenciais candidatos”. Destaca ainda aspetos como a “relevância” dos “objetivos gerais do ciclo de estudos”, a sua afirmação como “um instrumento importante de oferta de formação pós-graduada, de modo a permitir o prosseguimento de estudos numa área de grande potencial”, a sua “estrutura multidisciplinar”, a qualidade do corpo docente, “composto exclusivamente por professores doutorados”, e a sua “forte ligação à região, combinada com a ambição de projetar o curso nos planos nacional e internacional”.

Alguns dos objetivos deste novo Mestrado são a capacidade de intervir em iniciativas culturais com elevada versatilidade conceptual e operacional; criar novas dinâmicas em contexto endógeno e exógeno, pela sinalização de novas linhas de investigação e pela emergência de novas dinâmicas sociais e profissionais; o domínio de conceitos e práticas de empreendedorismo cultural, desenvolvendo a aptidão crítica para avaliar seus impactos e mensurar seus efeitos; o de conceber criativamente projetos sustentados teoricamente numa compreensão do lugar da cultura no contexto mais vasto das práticas artísticas, tendo como pano de fundo a diversidade de suas expressões; o domínio dos conceitos e práticas de política cultural, simultaneamente como objeto específico de investigação e modelo de atuação em domínios como as identidades, economia criativa ou difusão e produção culturais.

Partilhar

Data da última atualização: 2017-03-10
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.