Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. UBI candidata projeto à UEFA para analisar carreiras de jogadores de futebol

UBI candidata projeto à UEFA para analisar carreiras de jogadores de futebol

  2017-04-18       UBI     Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Img:

A iniciativa FOOTEDUCA: Profiling the career of Portuguese Football Players to implement na educational support program – A two-step project conta com o apoio da Federação Portuguesa de Futebol e do projeto “Tarantini.pt, entre outros.

A Universidade da Beira Interior (UBI) candidatou à UEFA um projeto que pretende tipificar os momentos decisivos do percurso dos jogadores de futebol e contribuir para o desenvolvimento de carreiras que conjuguem o desporto profissional com a formação académica.

Designado de Footeduca, foi idealizado no seio do Departamento de Ciências do Desporto (DCD), pelo docente e investigador Bruno Travassos, e conta com a parceria de entidades de relevo da modalidade, como a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e o organismo governamental UAARE – Unidades de Apoio ao Alto Rendimento na Escola.

Outros parceiros são a iniciativa “Tarantini.pt”, dinamizada por Tarantini, futebolista do Rio Ave FC, e o projeto Talentódrono, do CIDESD - Research Center in Sports Sciences, Health Sciences and Human Development, unidade de investigação promovida por instituições de Ensino Superior, entre as quais a UBI.

A candidatura ao “UEFA Reserch Grants” visa financiar o trabalho de análise do trajeto dos jogadores profissionais até à retirada da carreira desportiva. Serão contabilizados o número de anos de formação, as épocas desportivas em que estão na I Liga e a percentagem de jogadores que chega a clubes como Benfica, Sporting ou FC Porto e/ou à Seleção Nacional.

De acordo com Bruno Travassos, serão também identificadas as idades de desistência, ou seja, aquelas em que, apesar de haver muita expectativa em torno de alguns jovens promissores, se dá o abandono da prática desportiva ao alto nível, por questões familiares ou sociais, de desinteresse ou de baixa expectativa acerca daquilo que pode ser o futuro profissional”.

Esta será a primeira fase de um trabalho que vai ao encontro daquilo que são os principais tópicos de investigação da UEFA e que constitui a candidatura da UBI. Entre os promotores deste projeto há a intenção de, posteriormente, avançar para uma segunda etapa que crie condições para a formação dos jogadores de futebol através do desenvolvimento de carreiras duais, à semelhança do que fez Tarantini, licenciado e mestre pela UBI.

Pretende-se, neste âmbito, delinear um projeto de intervenção que procure conciliar quer nas idades mais baixas, quer no ensino universitário, algumas medidas de incentivo e apoio ao desenvolvimento de carreiras duais. “A intenção é perceber quais os momentos críticos, no sentido de ser dado o melhor acompanhamento aos atletas e propiciar uma progressão dual, ao longo dos anos”, salienta o docente do DCD.

Criar um projeto-piloto de intervenção, no qual a UBI terá um papel fundamental, que proponha a adequação de estruturas curriculares é o objetivo a atingir para fazer face àquilo que Bruno Travassos considera “uma necessidade nacional”.

A decisão final da candidatura deverá ser conhecida dentro de cerca de três meses, existindo boas expectativas quanto à sua aprovação.

Partilhar

Data da última atualização: 2017-04-18
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.