Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Protótipo de estudantes da UBI quer ajudar jornalistas a noticiar incêndios

Protótipo de estudantes da UBI quer ajudar jornalistas a noticiar incêndios

  2017-11-02       UBI     UBI

Img:

O projeto recebeu uma Menção Honrosa em evento destinado a encontrar ideias inovadoras para a comunicação social.

Uma equipa de três estudantes da Universidade da Beira Interior (UBI) desenvolveu um protótipo que se destina a ajudar os jornalistas a obterem informação de forma mais rápida e vencendo distâncias, durante a ocorrência de incêndios. O projeto tem a designação de “Wildflare” e recebeu uma Menção Honrosa num concurso que reuniu jornalistas, programadores e designers, onde foram desafiados a criar ferramentas inovadoras para aplicar no setor da comunicação social.

O evento foi organizado pela Global Editors Network (GEN), Associação Portuguesa de Imprensa e pelo jornal Público, apoiado pelo Google News Lab e atribuiu apenas um primeiro lugar e duas menções honrosas, uma delas para a equipa da UBI, que competiu com outros 11 projetos, alguns deles propostos por empresas. O protótipo encontra-se em desenvolvimento, mas o seu potencial para dar entrada no mercado de aplicações mereceu o reconhecimento do júri, no evento de tecnologia que decorreu a 27 e 28 de outubro.

O grupo que desenhou a ferramenta informática é composto por licenciados pela UBI e atuais estudantes de 2.º Ciclo: Diogo Monteiro, licenciado em Engenharia Informática e atual aluno do mestrado em Engenharia Informática, que faz a programação; João Santos, licenciado em Ciências da Comunicação e atual aluno do mestrado em Jornalismo, que tratou a área jornalística; e Miguel Albardeiro, licenciado em Informática Web e atual aluno do mestrado em Engenharia Informática, que fez o design e a programação da aplicação.

Com o “Wildflare” os jornalistas poderão recorrer às redes sociais para obterem informação mais rápida sobre os fogos, independentemente da localização geográfica onde ocorram, permitindo ainda uma maior ligação com a imprensa local dessa região. Prevê-se que a ferramenta procure nos grupos de Facebook ou meios de comunicação social regionais informação ou imagens sobre incêndios e dê conta das mesmas ao jornalista, juntamente com outros elementos, como data da publicação, distrito da ocorrência e os meios de comunicação daquela zona. Permite ainda colocar o jornalista em contacto com quem fez a publicação.

Mais informação
Projetos a concurso no Público Editors Lab - Lisbon 
Wildflare 

Partilhar

Data da última atualização: 2017-11-02
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.