Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Projeto Remedia.Lab vai estudar medias regionais

Projeto Remedia.Lab vai estudar medias regionais

  12 de março de 2018  

Img:

O Remedia.Lab terá as dimensões de observatório, laboratório e incubadora dos meios de comunicação da região.

A Universidade da Beira Interior (UBI) vai desenvolver um projeto de investigação centrado nos meios de comunicação social de âmbito regional, que pretende avaliar a sua situação, propor estratégias que garantam o seu futuro e incubar novas iniciativas editoriais. Com a designação de Remedia.Lab, será desenvolvido pelo Labcom.IFP – Comunicação Filosofia e Humanidades, com coordenação do docente e investigador João Carlos Correia. Terá a dotação de 209,472,01 euros, apoio que resulta de uma candidatura à área científica de Comunicação e Media, no âmbito do SAICT/2017 – Projetos de Investigação Científica e Desenvolvimento Tecnológico - IC&DT.

O Remedia.Lab - Laboratório e Incubadora de Media Regionais pretende contribuir para o diagnóstico da situação atual dos media regionais, promovendo ferramentas e estratégias experimentais para fortalecer o seu modelo de negócio. Propõe ainda aumentar o grau de inovação e melhorar a sua conexão com o público, incubando novos media regionais online com perfil inovador e utilizando as tecnologias de informação e comunicação.

O projeto será constituído por três dimensões: Observatório; Laboratório e Incubadora. Como Observatório, fará o diagnóstico da situação atual dos media regionais em dimensões como as condições de trabalho e a caracterização dos seus profissionais; Na dimensão de Laboratório, promoverá estratégias experimentais em cooperação com a indústria e as associações, a fim de melhorar novas práticas e estratégias. Enquanto Incubadora, dará apoio a projetos de empreendedorismo desenvolvidos e planeados especialmente pelos estudantes das instituições de Ensino Superior da região.

O projeto Remedia.Lab obteve uma apreciação quantitativa de 4,71 num máximo de 5, tendo o painel de avaliação considerado que se trata de um “excelente projeto” que se prevê vir a ter um “impacto palpável na profissão em Portugal, mas também nas condições sociopolíticas e económicas da região onde se encontram os investigadores”.

Além de João Carlos Correia, docente do Departamento de Comunicação e Artes (DCA) da Faculdade de Artes e Letras (FAL) e investigador do Labcom.IFP, o projeto integra ainda Anabela Gradim, do mesmo Departamento, que será a Coinvestigadora Responsável. Fazem parte da equipa do Remedia.Lab os docentes Manuela Penafria (DCA), Arminda do Paço (Departamento de Gestão e Economia), Catarina Rodrigues (DCA), José Ricardo Carvalheiro (DCA), Nuno Francisco (DCA), Nuno Amaral Jerónimo (Departamento de Sociologia) bem como os investigadores do Labcom.IFP, Ricardo Morais, Rafael Mangana e Giovanni Ramos. Conta também com a colaboração de investigadores do Departamento de Informática.

Partilhar

Data da última atualização: 2018-03-12
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.