Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Estudo preliminar da UBI mostra mais-valia das águas termais

Estudo preliminar da UBI mostra mais-valia das águas termais

  18 de janeiro de 2019  

Img:

A investigação realça o potencial da água mineral natural sulfúrea para o tratamento de doenças respiratórias.

A Universidade da Beira Interior (UBI) desenvolveu um estudo que aponta para a eficácia da utilização da água mineral natural sulfúrea no tratamento de patologias respiratórias. As conclusões preliminares foram apresentadas num seminário que decorreu em dezembro, no Grande Hotel do Luso, e são parte do trabalho que investigadores da academia estão a realizar em conjunto com a entidade Termas do Centro, com o objetivo de valorizar o potencial terapêutico e económico destas estruturas.

Os dados apresentados por Luís Taborda Barata, docente e investigador da Faculdade de Ciências da Saúde (FCS), têm por base um estudo feito num modelo in vitro da rinite crónica alérgica. Foram examinados os efeitos da nebulização de água mineral natural sulfúrea, que pode produzir melhorias a partir do segundo dia de aplicação de aerossóis. O estudo aponta ainda para a ação anti-inflamatória no sistema respiratório que resulta da utilização deste recurso termal.

Estes dados decorrem das ações que têm sido desenvolvidas na UBI, mais especificamente na Faculdade de Ciências da Saúde e Centro de Investigação em Ciências da Saúde (CICS), com a Termas Centro, para perceber a eficácia clínica das águas termais, nomeadamente nas doenças respiratórias.

Um dos projetos em curso, coordenado por Luís Taborda Barata, pretende avaliar e caracterizar essa mesma eficácia. O outro, coordenado pela docente e investigadora da UBI Ana Palmeira de Oliveira, decorre em parceria com a Universidade de Coimbra e destina-se a avaliar o potencial bioativo dos recursos termais da região Centro.

Partilhar

Data da última atualização: 2019-01-18
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.