Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Projeto de investigação e meios da UBI integram iniciativa Eleições em Rede 2019

Projeto de investigação e meios da UBI integram iniciativa Eleições em Rede 2019

  5 de agosto de 2019  

Img:

O jornal online “Urbi et Orbi”, a Rádio da UBI e o projeto de investigação Remedia.Lab juntam-se a podcasts, meios de comunicação independentes, órgãos de informação regionais e universitários para fazer o acompanhamento das eleições legislativas.

O projeto de investigação Remedia.Lab, o jornal online “Urbi et Orbi” e a Rádio da UBI integram a iniciativa Eleições em Rede 2019, na qual participam dez projetos de jornalismo sediados em território nacional, que vão partilhar e apoiarem-se no tratamento informativo das eleições para a Assembleia da República (AR), que se realizam em outubro.

Eleições em Rede 2019 é dinamizada pelo podcast Perguntar Não Ofende, do jornalista Daniel Oliveira, e pelos meios digitais Fumaça, Sul Informação e Médio Tejo, pelos semanários Jornal de Leiria e Jornal do Fundão, pelos projetos universitários RUM – Rádio Universitária do Minho, RUC – Rádio Universidade de Coimbra e RUBI - Rádio Universitária da Beira Interior e Urbi et Orbi – Jornal Universitário da Beira Interior. A estes meios associa-se o Remedia.Lab – Laboratório e Incubadora de Media Regionais, sediado na unidade de investigação LabCom.IFP, localizada na Faculdade de Artes e Letras da UBI.

A iniciativa nasce com os propósitos de dar uma dimensão nacional a problemas regionais e ainda de olhar para a eleição de um novo Parlamento através da análise e do escrutínio de grandes temas, ao invés de uma cobertura focada em ações de campanha e comícios.  

Será feito um acompanhamento nacional que integra diversas realidades regionais e pretende juntar líderes dos partidos representados na AR, para um grande debate, a organização de discussões com cabeças de lista por distrito e, ainda, a produção de debate e comentário sobre as eleições a nível local e regional. Cada meio fará a sua cobertura e terá uma linha editorial própria, partilhando nos seus canais de distribuição (áudio, papel ou vídeo) e redes sociais, trabalhos relevantes dos parceiros. Os artigos, entrevistas e debates produzidos ao longo dos próximos dois meses serão discutidos e pensados em conjunto, numa lógica de validação pelos pares, mantendo-se a independência das redações e o estilo de cada projeto.

“O nosso contributo começou por ser o de consultores. Porque o LabCom.IFP tem já um percurso de investigação em torno dos media regionais e também porque boa parte dos membros da nossa equipa foram jornalistas neste tipo de meio e alguns prosseguiram investigação na área, fomos contatados pelo Fumaça”, explica João Carlos Correia, investigador responsável pelo Remedia.Lab.

“O fato de termos responsáveis do Urbi et Orbi e da RUBI na equipa do Remedia.Lab, facilita o nosso papel, que será também o de apoiar alguns dos media regionais que fazem simultaneamente parte da iniciativa Eleições em Rede 2019 e de um conjunto de parceiros que trabalham connosco”, adianta o docente do Departamento de Comunicação e Artes, que sublinha ainda “a representatividade do Interior, nesta iniciativa inédita em Portugal”. 

Partilhar

Data da última atualização: 2019-08-05
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.