Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Centro de Competências em Computação Avançada liga UBI rede europeia

Centro de Competências em Computação Avançada liga UBI rede europeia

  17 de novembro de 2020  

Img:

A estrutura foi oficializada através de um protocolo assinado com a FCT.

A Universidade da Beira Interior (UBI) e a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) oficializaram a criação do Centro de Competências em Computação Avançada (CCCA), que vai ligar a instituição às mais inovadoras ferramentas digitais. Com esta importante infraestrutura, a academia ubiana passa a fazer parte do reforço da produção científica nacional no domínio das competências digitais avançadas, inteligência artificial e big data, em várias áreas do conhecimento.

Em território nacional, além do CCCA localizado na UBI existirão apenas outros cinco, nas cidades de Aveiro, Porto, Lisboa, Faro e Vila Real). Deverão ser instalados até ao final do primeiro semestre de 2021, tal como o supercomputador a que ficarão ligados, localizado no Minho. Os centros de competências estarão ligados aos centros operacionais de Portugal que, por sua vez, está ligada à rede espanhola (ao supercomputador de Barcelona) e à rede europeia.

Durante a cerimónia de assinatura do protocolo, no dia 16 de novembro, o Reitor da UBI, António Fidalgo, destacou a importância da computação avançada, que hoje tem um papel fundamental “em aspetos variadíssimos da atividade científica, seja em big data, seja na saúde, seja na física e na meteorologia”. Lembrou ainda que a Universidade já tem trabalho visível na área das tecnologias de informação, nomeadamente com o C4, dedicado à computação em nuvem em temas como a saúde, e lançou o desafio aos “colegas de usarem e abusarem das facilidades que o Ministério e a FCT estão a pôr à disposição”.

Presente a apadrinhar o acordo, Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, disse mais tarde que Portugal é país fundador da nova iniciativa europeia para aumentar a capacidade computacional na Europa. “Nesse esforço importante, queremos, obviamente, que a Covilhã e a UBI, no seu contexto de progressiva internacionalização em redes europeias, tenha acesso ao melhor que se faz na Europa", referiu. Ainda segundo Manuel Heitor, o CCCA irá “reforçar a capacidade da UBI em atrair estudantes e investigadores de toda a Europa”.

Partilhar

  •   UBI
Data da última atualização: 2020-11-17
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.