Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Relações Internacionais

Relações Internacionais

2º Ciclo     Departamento de Sociologia

Plano de Estudos/Ramos   Relações Internacionais
Código DGES
9329
Área CNAEF 313 | Portaria n.º 256/2005
Publicação em Diário da República Despacho n.º 7626/2016 - DR 2.ª série, n.º 110, 08 junho
Avaliação/Acreditação/Registo Acreditação A3ES
Registo DGES R/A-Ef 1351/2011, 18-03-2011
Regime de Funcionamento Diurno
ECTS 120
Outras Informações Candidaturas 2016/2017

Regime Geral de Acesso  

Requisitos de Admissão

Podem candidatar-se, de acordo com o artigo 17.º do Decreto-lei n.º 74/2006, de 24 de março:
a) Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal;
b) Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
c) Titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos;
d) Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo órgão científico estatutariamente competente do estabelecimento de ensino superior onde pretendem ser admitidos.

Vagas 20 (2017)
Critérios de Seleção e Seriação Relações Internacionais 2017
Mais informações para candidatos

Sobre

Objetivos Gerais O Mestrado visa propiciar aos licenciados oportunidades de consolidação e desenvolvimento de uma formação sólida, especializada e interdisciplinar que os capacite a aprender, abordar e interpretar as transformações sociais, económicas, políticas e institucionais num quadro internacional. Fornece um perfil de formação que capacita os pós-graduados a desenvolver as suas actividades em organizações intervenientes no contexto internacional (governamentais e não governamentais, nacionais e internacionais, públicas e privadas, empresas, associações, universidades, entre outras) e em diferentes domínios (cooperação e desenvolvimento, negociação internacional, economia e mercados, direitos humanos, construção e manutenção da paz e educação, entre outros), a realizar investigação na área de conhecimento das Relações Internacionais e a participarem na tomada decisão com especialistas de várias áreas.
Competências Compreende, analisa e utiliza ferramentas conceptuais, teóricas, metodológicas e técnicas de análise quantitativa e qualitativa avançadas em domínios de saber especializados das Relações Internacionais Compreende e interpreta literatura teórica e empírica veiculada por publicações de referência internacional nos domínios de especialização Revela pensamento crítico quanto a argumentos alternativos sobre problemas contemporâneos da realidade internacional, nomeadamente no âmbito das suas áreas de especialização. Interpreta e avalia factos e dinâmicas da realidade internacional relevantes para a acção de organizações com vocação internacional e utiliza estratégias coerentes e integradas na sua abordagem Procede, com rigor científico, à integração dos conhecimentos disciplinares de natureza sociológica, económica, política, institucional e histórica na abordagem de problemas complexos e práticos que animam a vida internacional e que se colocam às organizações nela intervenientes.
Saídas Profissionais A formação pós-graduada em Relações Internacionais é acolhida por uma significativa diversidade de percursos profissionais, sectores económicos e organizações, desde as diferentes actividades de diplomacia a serviços externos de empresas industriais, bancos e autarquias. É, contudo, importante realçar que as oportunidades de exercício de funções como quadros seniores em organizações internacionais e nacionais aumentam com a obtenção dos graus de Mestre e, mais significativamente, de Doutor. Destacam-se, entre outros, os seguintes empregadores potenciais:

- Instituições da administração pública central nacional;

- Instituições da União Europeia (Conselho, Parlamento, Comissão e seus serviços de apoio);

- Organizações governamentais internacionais;

- Serviços de relações externas do sector empresarial do Estado, de institutos públicos, de empresas privadas, de bancos e outras instituições financeiras e associações empresariais;

- Organizações não governamentais, nomeadamente as que operam nos domínios ambiental, de ajuda humanitária, da cooperação comercial e tecnológica internacional e do desenvolvimento e cooperação internacional;

- Serviços de relações externas da administração regional e local;

- Instituições de consultoria;

- Instituições de ensino;

- Meios de comunicação social
Infraestruturas Biblioteca

Os alunos de Relações Internacionais dispõem de duas bibliotecas: a Biblioteca Central e a Biblioteca da Unidade de Ciências Sociais e Humanas e de um Centro de Documentação Europeia. A Biblioteca Central, situada no Pólo I, é constituída por uma área de 6000 m2 repartida por 5 pisos, dispondo de cerca 600 lugares de estudo, onde os seus utilizadores, academia e comunidade, podem usufruir dos seus fundos bibliográficos, entre os quais se inclui o Fundo do Banco Mundial. A Biblioteca da Unidade de Ciências Sociais e Humanas, situada no Pólo IV, é constituída por área com 327 m2 e 92 lugares sentados, destinada a apoiar as licenciaturas, mestrados e doutoramentos.

Biblioteca on line

Os Serviços de Documentação da Universidade da Beira Interior (SD/UBI) disponibilizam na sua página de Internet diversos recursos electrónicos que se dividem, fundamentalmente, em: bases de dados, revistas electrónicas, assinadas pela Universidade, nomeadamente da Oxford University Press, Elsevier, Taylor & Francis, Springer, ISI Proceedings, ABI/INFORM, PROQUEST, ou oferecidas por outras instituições, que também se podem encontrar em papel nos SD, outras revistas electrónicas com interesse para alunos, docentes e investigadores da Universidade que não são assinadas pelos SD, links com interesse para as várias áreas de investigação, um serviço de difusão de informação, que inclui vários recursos electrónicos, tais como newsletters de várias áreas e o boletim bibliográfico dos SD/UBI com actualização mensal, onde se podem encontrar os números das revistas e bases de dados em CD-Rom, assim como as monografias mais recentes.

Centros informáticos

A unidade orgânica na qual funcionará o Mestrado dispõe de um laboratório de informática, salas de aula e outros espaços equipados com terminais e PC’s com ligação em rede interna e à rede web e com software. Todos os pólos da universidade dispõem de rede wireless. No campus universitário onde se localiza a unidade (Pólo IV) situa-se, ainda, o Cybercentro da Covilhã com serviço de PC’s, Internet, impressões e outros meios audiovisuais.

Moodles
A Universidade dispõe de uma plataforma digital, designada Moodle, que constitui uma ferramenta que permite a interacção à distância de docentes-alunos e alunos-alunos e onde são disponibilizados todos os materiais didácticos de apoio ao funcionamento das disciplinas, animados fóruns de discussão e outras actividades.

Normas e Regulamentos Regulamentação UBI
Regulamento do 2º Ciclo - Mestrado em Relações Internacionais

Departamento de Sociologia

Estrada do Sineiro, 6200-209 Covilhã
275329165
4120

Responsáveis

Diretor/a de Curso
Liliana Domingues Reis Ferreira
Coordenador de Mobilidade
Donizete Aparecido Rodrigues

Comissões

Comissão Científica
Liliana Domingues Reis Ferreira
José Carlos Gaspar Venâncio
Nuno André Amaral Jerónimo
Alcino Fernando Ferreira Pinto Couto
Bruno Daniel Ferreira da Costa

Comissão de Coordenação Pedagógica
Liliana Domingues Reis Ferreira
Coordenadores Ano
Bruno Daniel Ferreira da Costa (1º)
Alcino Fernando Ferreira Pinto Couto (2º)
Delegados Ano
Débora Gameiro Morais (1º)
Rute Pelége de Oliveira (2º)

Comissão de Creditação
Liliana Domingues Reis Ferreira
Donizete Aparecido Rodrigues
Alcino Fernando Ferreira Pinto Couto
Bruno Daniel Ferreira da Costa
Nota: A informação contida nesta página não dispensa a consulta dos documentos oficiais. Data da última atualização: 2014-08-07
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.