Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Química Medicinal
  4. Síntese Química

Síntese Química

Código 10256
Ano 3
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária PL(30H)/T(30H)
Área Científica Química Medicinal
Tipo de ensino Presencial com recurso a e-learning
Estágios --
Objectivos de Aprendizagem Esta unidade curricular, tem como objectivo a aprendizagem da síntese química de moléculas orgânicas através da abordagem retrossintética e de um conjunto de estratégias conducentes a uma maior eficácia em termos de rendimento e seletividade, na obtenção do produto final. No final da unidade curricular, o estudante deve ser capaz de planear as melhores estratégias para uma síntese orgânica eficiente de moléculas orgânicas com atividade biológica usando uma abordagem retrosintética. Perante um problema prático concreto de preparação de uma molécula, o estudante deve ter a capacidade de analisar e equacionar as várias hipóteses plausíveis de síntese e dentro destas, escolher qual a melhor solução em termos de eficiência, ponto de vista económico e de facilidade de execução em função dos meios matérias disponíveis. Os estudantes aprofundarão os seus conhecimentos práticos de execução laboratorial e de caraterização espectroscópica de compostos químicos.
Conteúdos programáticos 1. Síntese de compostos químicos orgânicos por retrosíntese. Abordagem por desconexão.
2. Introdução à retrosíntese: molécula alvo, sintão, sintão equivalente, sintão controle, interconversão de grupos funcionais e adição de grupos funcionais.
3. Desconexão de um e/ou mais grupos funcionais. Desconexão ilógica.
4. Estratégias em síntese orgânica: conceitos gerais, seletividade e uso de grupos protetores.
5. Exemplos de estratégia para a síntese de um ou mais grupos funcionais, compostos acíclicos, cíclicos e heterocíclicos e/ou classes de reação.


Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação Forma contínua sendo considerados 3 fatores de avaliação/ponderação

50% T + 30% S + 20% P sendo:

- T a classificação obtida em provas escritas durante o período de ensino-aprendizagem ou em época de exames; A nota da componente T, durante o período de ensino-aprendizagem, pode ser obtida pela média de duas avaliações parciais ou pela nota obtida por uma única avaliação global. Para aceder à segunda avaliação parcial é necessário a obtenção uma classificação igual ou superior a 8 na primeira avaliação. Caso contrário, poderá ser avaliado durante o período de ensino-aprendizagem, na avaliação global.
- S a classificação obtida na componente seminário desenvolvida em grupo de 4 alunos com apresentação pública final (12 min.), sobre um tema relacionado com a síntese química, nos diferentes conceitos abordados na unidade curricular de síntese química;
- P a componente prática laboratorial. A avaliação da componente laboratorial, obtida por prova(s) escrita(s), durante o período de ensino-aprendizagem, relacionado com os trabalhos desenvolvidos laboratorialmente. Acesso à prova escrita por avaliação qualitativa do desempenho laboratorial, incluindo a preparação para o mesmo vertido nos cadernos individuais. Obrigatoriedade de realização total dos trabalhos.
- Obrigatoriedade de frequentar pelo menos 75% das aulas teóricas e 75% teórico-práticas e realizar todos os trabalhos práticos laboratoriais. Nota da teórica e seminário obrigatoriamente >=10.
- Nota mínima de 6 para concessão de “frequência”.



Bibliografia principal 1. Bibliografia principal
- S. Warren, P. Wyatt, Workbook for Synthesis: The Disconnection Approach, John Wiley & Sons Ltd, Chichester, 2009.
- S. Warren, P. Wyatt, Organic Synthesis: Strategy and Control, John Wiley & Sons Ltd, Chichester, 2007.

2. Bibliografia Complementar:
- M. B. Smith, J. March, March’s Advanced Organic Chemistry – Reactions, Mechanisms and Structure, 6th ed., John Wiley & Sons: New York, 2007.
Língua Português
Data da última atualização: 2012-05-21
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.