Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Química Medicinal
  4. Química Medicinal II

Química Medicinal II

Código 10262
Ano 3
Semestre S2
Créditos ECTS 6
Carga Horária PL(30H)/T(30H)
Área Científica Química Medicinal
Tipo de ensino Presencial e sob a forma de auto-aprendizagem pelo estudante.
Estágios Não se prevêm.
Objectivos de Aprendizagem A Unidade Curricular Química Medicinal II tem como objectivo fornecer conhecimentos actuais sobre as famílias de fármacos mais utilizadas na prática clínica, particularmente relacionando os aspectos químicos com os farmacológicos. No final da Unidade Curricular o estudante deve ser capaz de descrever as estruturas químicas, a descoberta e desenvolvimento, os principais métodos de obtenção, os mecanismos moleculares de acção farmacológica, a relação estrutura-actividade, os aspectos farmacocinéticos e as aplicações terapêuticas básicas e limitações das famílias de fármacos mais utilizadas na prática clínica. Também deve conhecer os desenvolvimentos mais recentes na obtenção de novas moléculas bioactivas e novos grupos de fármacos.
Conteúdos programáticos Teórico:
Para as principais famílias de fármacos úteis ou potencialmente úteis na prática clínica que interferem com os sistemas nervoso periférico e central, cardiovascular, hormonal e imunitário e agentes quimioterapêuticos, conhecer e compreender:
1. Estruturas, nomenclatura e principais propriedades físico-químicas
2. Descoberta e desenvolvimento
3. Principais processos de obtenção
4. Mecanismos moleculares de acção farmacológica e toxicológica
5. Relação estrutura-actividade
6. Farmacocinética e aspectos físico-químicos e estruturais condicionantes
7. Aplicações terapêuticas básicas e limitações
8. Novos desenvolvimentos

Prático/Laboratorial:
1. Principais processos de obtenção de fármacos relevantes e/ou seus intermediários
2. Aplicação das principais metodologias analíticas na síntese e purificação de fármacos
3. Principais metodologias de avaliação básica da actividade farmacotoxicológica
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação 1. Avaliação: contínua (5%) e 3 frequências (30%+30%+35%) ou exame (parte teórica-60% e prática/laboratorial-40%)
2. Frequência: presença = 80% nas aulas, realização dos trabalhos laboratoriais e das frequências e nota > 6/20
3. Aprovação: média das frequências ou nota do exame final > 9,5/20
Bibliografia principal Principal:
1. T. L. Lemke, D. A. Williams, FOYE´s Principles of Medicinal Chemistry, 6th Ed., Lippincort Williams & Wilkins, 2008;
2. C. Avendaño, Introductión a la Química Farmacéutica, 2ª Ed., Mc.Graw-Hill, 2001;
3. G. L. Patrick, An Introduction to Medicinal Chemistry, 4th Ed., Oxford University Press, 2010;

Complementar:
1. R. B. Silverman, The Organic Chemistry of Drug Design and Drug Action, 2nd Ed., Elsevier Academic Press, 2004;
2. A. Delgado, C. Minguillón, J. Joglar, Introductión a la Síntesis de Fármacos, Sintesis, 2002;
3. http://old.iupac.org/publications/cd/medicinal_chemistry/
Língua Português
Data da última atualização: 2012-05-21
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.