Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Estudos Portugueses e Espanhóis
  4. Humanismo e Descobrimentos Ibéricos

Humanismo e Descobrimentos Ibéricos

Código 12352
Ano 2
Semestre S2
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/TP(45H)
Área Científica Cultura
Tipo de ensino Teórico-prático.
Estágios Não há.
Objectivos de Aprendizagem 1. Apresentar uma perspetiva interconectiva de vários eixos temáticos que giram em torno do Humanismo Ibérico. 2. Exibir, numa perspetiva contextual e comparativa, os quadros gerais dos Descobrimentos Ibéricos nos séculos XV e XVI. 3. Perceber a dimensão europeia do Humanismo e quanto os Descobrimentos Ibéricos o modelaram. 4. Identificar algumas das principais figuras do Humanismo e dos Descobrimentos Ibéricos, bem como conhecer os seus percursos e obras/feitos. 5. Destacar o latim como a língua veicular por excelência do Humanismo, sem olvidar o processo de ascensão das línguas vernáculas. 6. Ressaltar a importância do idioma castelhano no Portugal Moderno. 7. Descrever as mutações produzidas pelo fenómeno da Expansão Ibérica no quadro do Mundo Moderno. 8. Apurar capacidades cognitivas. 9. Elaborar trabalho prático.
Conteúdos programáticos 1. CONCEITOS DE RENASCIMENTO E HUMANISMO
2. FATORES QUE FAVORECERAM O HUMANISMO
3. O FENÓMENO DO HUMANISMO NA EUROPA
4. A PRECOCIDADE DO HUMANISMO NO MUNDO IBÉRICO. A INFLUÊNCIA AUTÓCTONE E A IMPORTAÇÃO DE MODELOS. A EXPANSÃO DO HUMANISMO
5. ALGUNS DOS PRINCIPAIS AUTORES DO HUMANISMO IBÉRICO, PERCURSOS E OBRAS
6. BREVES APONTAMENTOS SOBRE O BILINGUISMO PORTUGUÊS-CASTELHANO
7. OS POVOS IBÉRICOS, O MAR E A GLOBALIZAÇÃO
8. UMA VISUALIZAÇÃO DO MUNDO ANTES DOS DESCOBRIMENTOS
9. AS PRINCIPAIS FIGURAS DOS DESCOBRIMENTOS IBÉRICOS
10. AS CONSEQUÊNCIAS DOS DESCOBRIMENTOS
11. OS HUMANISTAS E A DIVULGAÇÃO DOS DESCOBRIMENTOS
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação Métodos de ensino: aulas de exposição; trabalhos de pesquisa; reflexões orais e escritas, a partir de textos fornecidos ou indicados pelo docente acerca dos temas programáticos abordados; uso de recursos audiovisuais; utilização da plataforma Moodle.

Prova escrita: 80% da nota final. Trabalho de grupo: 15% da nota final. Participação nas aulas: 5% da nota final. Nota para aprovar na disciplina: 10 ou mais valores. Nota mínima de acesso ao período de exames: 6 valores.
Bibliografia principal ALBUQUERQUE, L. (Dir.). (1994). Dicionário de História dos Descobrimentos Portugueses. Lisboa: Caminho, 2 vols. ANDRADE, A. et al. (Coords.). (2015). Humanismo e Ciência: Antiguidade e Renascimento. Aveiro | Coimbra | São Paulo: UA Editora – UA, IUC e Annablume. BATAILLON, M. (2007). Erasmo y España. México: Fondo de Cultura Económica. BETHENCOURT, F. & CHAUDHURI, K. (Dir.). (1998). História da Expansão Portuguesa. Lisboa: Temas e Debates, vol. I. HOOYKASS, R. (1983). O Humanismo e os Descobrimentos na Ciência e nas Letras Portuguesas do Século XVI. Lisboa: Gradiva. OLIVEIRA, A. et al. (1999). História dos Descobrimentos e Expansão Portuguesa. Lisboa: Universidade Aberta. RAMALHO, A. C. (1998 e 2000). Para a História do Humanismo em Portugal. Lisboa: INCM, vols. III e IV. (2013). Coimbra: IUC, vol. V. YUN CASALILLA, B. (2021). Os Impérios Ibéricos e a Globalização da Europa (Séculos XV a XVII). Lisboa: Temas e Debates – Círculo de Leitores.

Língua Português
Data da última atualização: 2022-06-15
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.