Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Ciências da Cultura
  4. Pensamento Moderno

Pensamento Moderno

Código 14245
Ano 2
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/TP(45H)
Área Científica Filosofia
Tipo de ensino Aulas teórico-práticas.
Estágios Não tem.
Objectivos de Aprendizagem 1. Identificar os principais vetores do paradigma moderno. 2. Caracterizar a corrente racionalista e aferir da sua importância na e para a modernidade. 3. Caracterizar o empirismo e aferir da sua importância na e para a modernidade. 4. Caracterizar o idealismo transcendental e compreender a superação do racionalismo e do empirismo.
Conteúdos programáticos 1- Renascimento e Modernidade: O Humanismo dos séculos XV e XVI e seus principais temas filosóficos.
2- Caracterização da modernidade: revisão das principais interpretações da modernidade e dos principais vetores do paradigma moderno.
3- A transformação da representação do cosmos: “Do mundo fechado ao universo infinito”.
4- Fundamentação metodológica da ciência moderna: razão e experiência em Galileu.
5- Descartes e a ratio cognoscendi. A racionalidade entendida como o critério nas Meditações de Filosofia Primeira. A importância da dúvida e do carácter fundante do cogito. Deus e causalidade. Razão e vontade.
6- David Hume e a razão: o conhecimento científico e a constrição da atividade racional. Empirismo e ceticismo: impressões sensíveis e ideias, imaginação, crença e tipologias de conhecimento.
7- O Idealismo Transcendental de Kant como superação do racionalismo e do empirismo.
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação -Dois testes escritos (45% + 45%); assiduidade e participação ativa nas atividades propostas + entrevista final (10%). Será igualmente tida em linha de consideração fatores como a participação ativa nas atividades propostas, a assiduidade (o programa foi pensado pensando supondo a presencialidade efetiva dos alunos) pontualidade, assim como o comportamento global dos alunos (aspetos como o interesse evidenciado, a pertinência ou objetividade das intervenções serão alguns dos pontos apreciados). Admissão a Exame: . A avaliação que permite o acesso a Exame é de 6 (Seis) Valores. . São admitidos a Exame apenas os alunos que cumpram os elementos para a avaliação contínua previstos no item “Avaliação”.
Bibliografia principal -Descartes, Meditações de Filosofia Primeira, trad. Gustavo Fraga, Coimbra, Almedina, 1976;
- Hume, An Enquiry Concerning Human Understanding, Oxford ,Clarendon Press, 1975 - A Treatise of Human Nature (book I, part IV), Oxford ,Clarendon Press, 1958. Edição de referência: Hume. The Philosophical Works, ed. T.H. Green & T.H. Grose, 4 vols, London, 1874-5. (Facsimile reprint, Darmstadt, 1964). (Traduções portuguesas: Investigação Sobre o Entendimento Humano, trad. Artur Morão, Lisboa, Edições 70, 1985; Investigação Sobre o Entendimento Humano, trad. João Paulo Monteiro em Tratados Filosóficos I, Lisboa, Imprensa Nacional Casa da Moeda, 2002;
Kant: . KANT, Immanuel, Crítica da Razão Pura, Trad. de Manuela Pinto dos Santos e Alexandre Fradique Morujão, Introd. e Notas de Alexandre Fradique Morujão, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 1994

Língua Português
Data da última atualização: 2021-10-12
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.