Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Engenharia Civil
  4. Teoria do Estado Crítico em Solos

Teoria do Estado Crítico em Solos

Código 14555
Ano 1
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)
Área Científica Engenharia Civil
Objectivos de Aprendizagem 1 – Domínio da Engenharia do solo e seu comportamento – Estados de tensão e deformação;
2 – Domínio sobre caminhos de tensão-deformação e invariantes;
3 – Domínio do Comportamento de amostras sobreconsolidadas – superfície de Hvorslev;
4 – Domínio do comportamento mecânico dos solos antes da rotura;
5 – Compreensão da Linha de estado crítico e superfície de Roscoe;
6 – Domínio nos Ensaios laboratoriais em solos.
Conteúdos programáticos 1 - Engenharia do solo e seu comportamento – Estados de tensão e deformação (relações físicas; o significado da tensão efectiva; incrementos de tensão e extensão);
2 - Caminhos de tensão-deformação e invariantes (caminhos de tensão com diferentes variáveis nos eixos; invariantes q:p e q:p´; extensão volumétrica);
3- Linha de estado crítico e superfície de Roscoe (ensaios drenados e não drenados e os planos; superfície de Roscoe e forma; superfície fronteira);
4 - Comportamento de amostras sobreconsolidadas – superfície de Hvorslev (ensaios drenados; superfície de Hvorslev; a superfície fronteira completa);
5 - Comportamento mecânico dos solos antes da rotura (deformações eláticas e plástica; avaliação da deformação elástica; plasticidade; Cam-clay);
6 - Ensaios laboratoriais em solos (ensaios de classificação, triaxial, caixa de corte directo e simples, ensaio de compressibilidade);
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação Para as unidades curriculares optativas com 6 ECTS cada, foram adoptadas, em média, entre 16 a 64 horas de contacto de orientação tutória (1 a 4 horas por semana), que correspondem entre 10 a 40% do total das 160 horas previstas. A totalidade das restantes horas destinam-se a trabalho do estudante, repartido entre estudo individual, projecto, trabalhos no terreno, laboratório ou outros, de acordo com os objectivos de formação da unidade curricular respectiva.
Avaliação de Aprendizagem: a classificação de Aprendizagem será sob base de trabalhos de investigação realizados envolvendo os conceitos e metodologias relativas ao programa da unidade curricular.
Bibliografia principal Atkinson, J.H.; Bransby, P.L. (1978). “The Mechanics of Soils-An introduction to the critical state soil mechanics”. McGraw-Hill Book Company (UK) Limited. ISBN 0-07-084077-6.
Copper, P.L.; Cassie, W.F., Geddes, J.P. (1980). “Problems in engineering soils.” 3th edt, E & F.N. Spon, London.
Das, Braja M. (1987). “Advanced Soil Mechanics.” (edt) Mcgraw-Hill, ISBN: 0-07-Y66237-1.
Das, Braja M. (2006). “Principles of geotechnical engineering. 6th edition, Thomson Learning Ltda. ISBN 0-534-55144-0.
Frank, R.; Bauduin; C., Driscoll,R.; Kavvadas M.; Krebs Ovesen, N.; Orr, T.; Schuppener, B. (2004). Designers´guide to EN 1997-I Eurocode 7: Geotechnical Design-General Rules. Series editor H. Gulvanessian, Published by Thomas Telford Publishing, ISBN. 0 7277 31548.
Lambe, T.W., Whitman, R.V. (1979). “Soil Mechanics, SI version.” (edt) J. Wiley, ISBN: 0-471-80792-3
Matos Fernandes, M (2006). Mecânica dos Solos - Vol. I e Vol. II - (FEUP), ISBN. 972-752-086-3
Revistas e Jornais científicos
Língua Português
Data da última atualização: 2022-01-19
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.