Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. UBI integra consórcio candidatado à “Iniciativa Universidades Europeias”

UBI integra consórcio candidatado à “Iniciativa Universidades Europeias”

  17 de janeiro de 2020  

Img:

A rede inclui instituições de Espanha, França, Itália e Portugal e Roménia e quer contribuir para o futuro do Ensino Superior na União Europeia.

A Universidade da Beira Interior (UBI) e cinco instituições de Ensino Superior europeias prepararam uma candidatura ao programa Erasmus+, que tem o objetivo de contribuir para o esforço da União Europeia (UE) de aumentar a qualidade de ensino, da investigação e da resposta aos desafios sociais que se colocam no espaço europeu.

Este consórcio tem a designação de UNITA – Universitas Europaea e candidatou-se à “Iniciativa Universidades Europeias” depois de vários meses de um intenso trabalho em rede, envolvendo órgãos dirigentes, estudantes e colaboradores, destas academias situadas em Espanha, França, Itália, Portugal e Roménia. Além da UBI, fazem parte desta aliança a Università Degli Studi di Torino (Itália), Universidad de Zaragoza (Espanha), Université Savoie Mont Blanc (França), Universitatea de Veste din Timisoara (Roménia) e a Université de Pau et Des Pays de L’Adour (França). No total, a UNITA é um espaço que agrega 160.000 estudantes e 15.000 colaboradores.

Ao criarem o projeto entregue à “Iniciativa Universidades Europeias”, estas seis universidades candidatam-se a fazer parte das 20 redes de colaboração entre instituições que a Comissão Europeia quer ver criadas até 2024. Estas redes são alianças transnacionais que se tornarão as universidades do futuro, promovendo os valores e a identidade europeus e revolucionando a qualidade e a competitividade do Ensino Superior. Pretende-se que fortaleçam a mobilidade de estudantes e funcionários, promovam a qualidade, a inclusão e a competitividade da educação.

A candidatura da UNITA – Universitas Europaea é o resultado do diálogo entre academias que partilham objetivos, realidades e desafios comuns. Entre os mais significativos estão as línguas românicas (cujo uso no meio académico pretendem incentivar, em prol da diversidade e inclusão) e a localização geográfica em regiões de montanha e de fronteira, nos seus países. A rede surge em torno dos propósitos de desenvolver as sociedades e os territórios a partir de conceitos como a herança europeia, a sustentabilidade e economia circular, e a formação focada no aluno, numa perspetiva da multiculturalidade e inclusão.

O consórcio foi apresentado oficialmente esta semana, num encontro que decorreu na cidade italiana de Turim, nos dias 14 e 15 de janeiro, e que promoveu o diálogo entre dirigentes e estudantes das universidades envolvidas. Durante o evento, as cinco línguas das instituições da UNITA estiveram já em destaque, com cada um dos reitores a expressar-se na sua língua materna.

Partilhar

  •   UBI
Data da última atualização: 2020-01-17
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.