Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. UBI com Licenciatura em Engenharia Aeronáutica no próximo ano

UBI com Licenciatura em Engenharia Aeronáutica no próximo ano

  7 de junho de 2021  

Img:

O 1.º Ciclo substitui o Mestrado Integrado e foi aprovado pela A3ES, que o considera ao nível da formação em Aeronáutica de algumas das melhores Universidades Europeias e Americanas. Posteriormente, avança o 2.º Ciclo/Mestrado.

A Universidade da Beira Interior (UBI) concluiu com sucesso a reestruturação do mestrado integrado em engenharia aeronáutica e terá a funcionar, no próximo ano letivo, o 1.º Ciclo/Licenciatura. O 2.º Ciclo/Mestrado também foi aprovado, entrando em funcionamento nos próximos anos. Os dois ciclos de estudos foram aprovados pela A3ES – Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior, que os considera “baseados nas práticas usadas nos cursos de Engenharia Aeronáutica de algumas das melhores universidades europeias e americanas” e com objetivos “de aprendizagem adequados, que resultam da combinação de uma longa experiência na formação de Engenheiros Aeronáuticos em Portugal com uma visão de futuro para o sector”.

Francisco Brojo, presidente do Departamento de Ciências Aeroespaciais (DCA), considera que a aprovação por seis anos “apenas demonstra que houve um bom trabalho efetuado pela direção de curso, na reorganização da estrutura curricular e nos conteúdos das disciplinas”. Os relatórios da A3ES “sãos fantásticos”, pois as aprovações “não têm condicionantes, nem sugestões de melhoria para os cursos”.

A Comissão de Avaliação Externa (CAE) que analisou as condições para o funcionamento da Licenciatura e do Mestrado salientou que existem todas as condições para continuar “o sucesso que a Engenharia Aeronáutica da UBI tem tido ao longo das últimas décadas, tanto ao nível da captação de bons estudantes como na sua formação e empregabilidade”, com uma taxa de 99%, “o que demonstra a qualidade da formação” fornecida aos alunos.

Ainda segundo os relatórios finais de ambas as avaliações, os ciclos de estudos estão “bem organizados” e são “suportados por um corpo docente estável e que desenvolve atividades de investigação e de extensão universitária de qualidade e impacto em áreas científicas relevantes para a Engenharia Aeronáutica”, escreve a CAE. Os responsáveis pelo ciclo de estudos têm uma longa experiência na gestão eficiente de ciclos de estudos em Engenharia Aeronáutica e são investigadores conceituados nesta área científica.

Os conteúdos, métodos de ensino, avaliação e articulação entre as várias unidades curriculares são adequados a uma formação moderna na área.

De acordo com o presidente do DCA, é ainda de destacar “os planos curriculares organizados de forma a que os alunos possam frequentar cadeiras de opção nas áreas com que sentem mais afinidade, permitindo assim que se especializem na área em que pretenderão trabalhar no futuro”. Além disso, “também refletem as solicitações da indústria, facilitando a integração dos nossos formados no mundo de trabalho”.

A UBI dispõe de instalações, nomeadamente laboratórios, salas de informática, oficinas, salas de estudo e biblioteca, fundamentais para assegurar uma formação sólida. Entre os pontos fortes, neste particular, está a capacidade de simular, produzir e testar componentes aeronáuticos e a existência de UAVs instrumentados.

O curso de Licenciatura estará disponível no próximo Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior.

Partilhar

Data da última atualização: 2021-06-07
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.