Alunos de Medicina voltam a mostrar talentos

Faculdade   22 de maio de 2019

A faculdade não é só feita para estudar. É também um meio de diversão. Que o digam os estudantes de medicina que, na passada Terça- feira, dia 14, puseram em prática os seus talentos, perante um auditório esgotado.

Img:

O grande auditório da Faculdade de medicina estava lotado, para receber mais uma edição do X Med`s Got Talent. Foi à entrada do auditório que elementos da organização avisaram-nos que apenas restavam 60 lugares. A adesão do público não é de estranhar. X Med`Got Talent fez, mais uma vez, jus ao nome, e os alunos de medicina revelaram os seu talentos, numa noite cultural dinamizada nos moldes de um concurso de televisão.

Os alunos a concurso optaram principalmente pela dança e pela música, mas ainda houve espaço para um cântico negro. No momento da grande decisão, o prémio (50% de desconto na entrada da gala de medicina) foi para o grupo de dança formado por duas irmâs gémeas, De(coração).

Quem entrasse a meio do evento, poderia confudir o concurso de talentos com um espetáculo de comédia. Isto porque os vídeos realizados por cada ano do curso de medicina originaram muitas gargalhadas por parte do público, maioritariamente constítuido por alunos de medicina. Os vídeos presentearam o público com uma mixórdia de temas, desde de programas televisas a momentos musicais.

Mas a noite não ficou apenas pelos talentos e pelas capacidades de realização e atuação dos alunos de medicina. Vários prémios foram atribuidos desde o melhor funcionário (dado ao mítico Sr. Américo), passando pelo melhor colega (atribuído à aluna Rita Rosa), até ao Prémio de melhor filósico (Francisco Carvalho).

Mas ainda houve espaço para um concurso de Fotografia. No intervalo o público teve a oportunidade de vizualizar, analisar e votar na sua fotografia favorita, numa exposição situada à entrada do auditório

Um membro da organização contou, em declarações à urbi, que a principal alteração relativamente ao ano passado foi no número de pessoas: "Nunca tivemos um número tão grande de pessoas. Logo no primeiro dia em que nós vendemos os bilhetes, vendemos logo o dobro e a partir daí foi sempre, sempre a subir".

O sucesso não ficou apenas pelas atuações dos alunos de Medicina. Estabeleceu também novos recordes no que toca à plateia: " Enchemos a plateia e isso nunca aconteceu. Pelo menos pela experiência que os meus colegas mais velhos têm, nunca aconteceu", refere um membro da MedUBI.

Outra das alterações residiu nos vídeos exibidos entre as atuações: " A qualidade dos vídeos comparados com os do ano passado foram muitos melhores. E vê-se mesmo que houve um esforço por parte dos vários anos para conseguir concretizar esse objetivo, e viu-se pelas gargalhadas da plateia que os vídeos foram hilariantes".

Após o fecho do espetáculo, a boa disposição que caracterizou todo o evento, continuava a ser visível na parte exterior do auditório. Cristina Guerreiro, aluna do curso de ciências da comunicação, revelou à urbi que este tipo de evento devia ser adotado por mais cursos: " Eu acho que particularmente o nosso curso ( Ciências da Comunicação) devia adotar este tipo de iniciativas porque faz falta e até porque o nosso curso é muito à base da criatividade, portanto acho que é uma boa iniciativa". Acerca do evento protagonizado pelos alunos de medicina a mesma revelou que " é um evento inovador que chama os alunos a participar, que convida ao desanuviamento tanto dos participantes como dos próprios convidados e por isso fiquei contente".

Tiago Alves, também ele aluno do curso de ciências da comunicação, não ficou indiferente: Gostei do espetáculo e penso voltar para o ano".

O evento já vai na sua décima edição, e desde 2009 tem registado uma forte afluência quer por parte dos alunos que participam ativamente no concurso com as suas atuações, quer por parte do público. O evento, contou uma vez mais com a organização do núcleo de estudantes de medicina da Universidade da Beira Interior que, avaliando pelo estado de espirito do público, fizeram um bom trabalho.

Houve também a presença de júris que, com o sentido de humor que os caracteriza, avaliaram as prestações dos futuros médicos. Futuros médicos esses que, mais uma vez, refletiram o talento existente nos corredores da Faculdade de Medicina.

in: urbietorbi

As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação que permitem a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.