Exposição de Pintura de Alberto Santos Alves

De 4 a 29 de novembro de 2019  Genérico
Img:

Alberto Santos Alves

Natural de Alvoco da Serra – Seia

Reside na Covilhã onde frequentou a Escola Industrial Campos Melo, tendo como professor o pintor Rodolfo Passaporte.

O seu interesse pela fotografia e artes plásticas, levaram-no a frequentar várias oficinas,

nomeadamente, modelação cerâmica, pintura de azulejo, serigrafia, gravura em metal ( prof. Nuno Canelas ) e recentemente, pintura a óleo. Pela busca incessante de conhecimento nos temas em que tenta expressar-se, não se considera autodidata, pois como afirma, autodidata só conhece a natureza, todos, consciente ou inconscientemente, aprendemos ou somos influenciados pelo meio e pelos que nos antecederam.

Colaborador fundador do atelier Formas e Cores de Terra.

Mais recentemente, tem frequentado oficinas no Estúdio de gravura do Museu da Guarda, sob orientação dirigida pelo catedrático de Belas Artes José Fuentes e ministrada pelo professor da Universidade de Salamanca, António Navarro.

Tem trabalhos premiados em concursos de fotografia, heráldica municipal e pintura.

 

Exposições colectivas

1969 – Colectiva de artes, Covilhã ( escultura ); 1994 – IPJ, Castelo Branco ( cerâmica );

2007 – Vive Donas , Donas, Fundão ( pintura ); 2008 - Posto de Turismo de Proença – a – Nova ( pintura ); 2009 – Prémio Abel Manta de Pintura 2009, Gouveia; II Jornadas Europeias do Património 2009, Biblioteca Municipal de Proença – a – Nova ( pintura ); 2010 – IX ARTIS – Seia ( Pintura ) ; 2011 – EXPO - Coletiva de pintura – CCA ,Fundão ; ARTIS  X– Festival de artes plásticas de Seia ( Pintura ); Prémio Abel Manta de Pintura 2011 – Gouveia; I Jornadas de Pintura – Barata Moura 2011, ( Alpedrinha – Fundão ).

2013 – PRAÇARTES ( Fundão ); ARTSHOW ( Caldas da Rainha ); FORMAS E CORES DE TERRA – ( cerâmica ) Casa dos Magistrados – Covilhã. 2014 – LEIRIARTES – Leiria ( pintura ); ARTIS XII ( Seia ); TERTULIA – ( Tinturaria – Covilhã ); PRAÇARTES – II       ( Fundão ). 2015 – Duelo das Rosas – Sensualidades ( Espaço Montalto – Covilhã ); ARTIS XIII – ( Pintura ); 2016 – LEIRIARTES – Leiria ( escultura / instalação ); V Salão de Arte de Pedrógão Grande; ARTIS  XIV - Seia ( escultura ); - 2017 - ARTIS  XV - Seia ( escultura / instalação); “ GOLDRARTES “ ( Tinturaria ) – Covilhã;  2018 - ARTIS XVI –

Seia ( pintura ); Anjos Caídos ( Museu de Arte Sacra ) - Covilhã; “ Covilhã ! A minha, a nossa cidade “           ( Galeria António Lopes ) – Covilhã; 2019 -  “ 17 municípios do Alto da Cultura “  UBI – Covilhã; Goldrartes II – Covilhã.

  

Exposições individuais

2013 - Vasco Esteves de Cima - Seia 

 

Distinções

1969 – Menção na imprensa escrita; 2008 – I Jornadas Europeias do Património 2008,

Proença – a – Nova  - 2º prémio ( pintura ).

 

Colecções particulares e institucionais

Painel colectivo, IPJ – Castelo Branco; Câmara Municipal de Proença – a – Nova; Confraria da cherovia – Covilhã ; Escola Hotelaria do Fundão ( pintura coletiva ).

As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação que permitem a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.