Ex-aluno de Medicina da FCS-UBI doutorado em Cirurgia Maxilofacial

Geral   13 de junho de 2018

David Ângelo acabou o curso de Medicina na Universidade da Beira Interior em 2010. Recém especialista em Estomatologia, concluiu a 25 de maio o doutoramento em Cirurgia Maxilofacial, na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL) com distinção e louvor. Um dos primeiros alunos formados na FCS a efetuar o doutoramento em Medicina e com uma carreira brilhante até ao momento, que inclui várias publicações científicas e vários prémios. Atualmente é fundador do Instituto da Face com sede em Lisboa onde desenvolve a sua atividade profissional. A FCS/UBI endereça as maiores felicitações e deseja os maiores sucessos. No arranque do próximo ano letivo esperamos contar com um seminário pelo novo doutor David na nossa faculdade. Muitos Parabéns

Img:

Sobre a TESE

A sua tese mereceu a aprovação unânime do júri, com distinção e louvor. O seu projeto de investigação teve início há cerca de 5 anos. Por essa altura teve a ideia e a vontade de tentar desenvolver um projeto na área da ATM (articulação temporomandibular) para perceber o efeito de duas técnicas cirúrgicas na ATM. A primeira tarefa foi perceber qual seria o animal modelo adequado para conduzir o estudo, tendo realizado uma série de investigação anatómicas e histológicas de diversos crânios de animais e concluído que a ovelha era o animal mais adequado. Estas conclusões foram publicadas na revista Morphologie. A segunda tarefa foi desenhar o estudo de acordo com as ARRIVE guidelines onde garantisse que as conclusões seriam robustas. Publicou este protocolo na revista médica Canadiana JMIR que aprovou o estudo sendo este inovador e pioneiro a nível mundial na área da ATM com randomização, ocultação dos avaliadores, intervenções bilaterais, grupo controlo sham surgery e introdução de outcomes inovadores na área da cinemática ruminatória. Após estes trabalhos prévios ao estudo, o nosso médico investigador fez a formação europeia para poder investigar em animais FELASA B e obteve a acreditação para um biotério que certificou para investigação animal junto da DGAV. Operou o primeiro grupo de animais que acompanhou durante 6 meses. Após o follow-up as cirurgias concluiu que a técnica da discectomia induziu alterações significativas de osteoartrose na ATM a nível imagiológico e histológico. No entanto estas variáveis não se associaram a alterações funcionais dos animais. Concluiu que a discopexia induziu alterações sem significado estatístico nas variáveis estudadas. Este resultado mereceu reflexão, pois sugere que a intervenção por si só causa um dano minor a moderado na ATM. A conclusão final é que devemos investir na área da regeneração dos tecidos articulares para melhorar as técnicas cirúrgicas atuais, nomeadamente a discectomia, tendo publicado estes resultados na revista europeia Journal of CranioMaxilofacial Surgery.

O Júri das Provas

O júri das provas foi constituído por: Senhor Professor José Augusto Melo Crisitino, Professor Catedrático e Presidente do Conselho Científico da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Senhor Professor Doutor Josep Maria Ustrel, Professor Catedrático da Universidade de Barcelona, Senhor Professor Doutor Raúl Duarte, coordenador da Escola de Saúde Ribeiro Sanchez, Senhor Professor Doutor José Pedro Figueiredo, Professor Auxiliar Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, Senhor Professor Doutor Jacinto Monteiro, Professor Catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e Director do Serviço de Ortopodia do Hospital de Santa Maria, Senhor Professor Doutor João Eurico Professor Catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e Director do Serviço de Reumatologia do Hospital de Santa Maria e o Senhor Professor Francisco Salvado, Professor Auxiliar Convidado da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (orientador). O Professor Doutor Florencio Monje e Raúl González foram os seus co-orientadores. O jovem médico obteve DISTINÇÃO com LOUVOR por unanimidade nestas provas de Doutoramento.

Na foto, o novo doutor e o júri: da esquerda para a direita, Jacinto Monteiro (FMUL), Francisco Salvado (da FMUL, orientador da tese), Josep Maria Ustrell (Universidade de Barcelona), David Ângelo, Raúl Duarte (Escola de Saúde Ribeiro Sanchez), José Pedro Figueiredo (Universidade de Coimbra), João Eurico (FMUL) e José Augusto Melo Cristino (FMUL).

As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação que permitem a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.