Fraude Académica discutida na FCS

Faculdade   27 de março de 2019

Professor Catedrático da UBI apresenta ação de formação sobre fraude académica.

Img:

Na passada terça-feira, dia 19 de março, no Anfiteatro Amarelo da Faculdade de Ciências da Saúde (FCS) da Universidade Da Beira Interior (UBI) decorreu uma Palestra sobre Ética e Fraude no Ensino Superior.

Esta sessão onde participaram cerca de duas dezenas de pessoas, teve início pelas 10h e foi orientada pelo Professor Doutor José Martinez Oliveira, com o intuito de gerar sugestões que permitam prevenir, detetar e corrigir situações de Fraude Académica.

O orador começou com a exposição de alguns vídeos sobre fenómenos naturais, nomeadamente, uma tempestade e uma erupção vulcânica de modo a demonstrar que “a Natureza da Natureza é o ponto fulcral da condição humana”. Em seguida, apresentou um estudo feito por Maria Inês Barroca onde foram inquiridos 580 alunos e 32 docentes sobre comportamentos desonestos. Verificou-se que os comportamentos mais frequentes eram a falsificação de assinatura na folha de presenças e a cópia de respostas durantes momentos de avaliação.

Neste inquérito provou-se ainda que estas atitudes fraudulentas são, maioritariamente, praticadas por pessoas do sexo masculino, com um ano curricular mais avançado e com uma média de curso baixa. Apurou-se também que este tipo de conduta começa no início do curso e vai piorando ao longo do percurso académico.

No final desta sessão foram destacadas algumas soluções preventivas e corretivas para a fraude académica, como por exemplo a implementação da plataforma Urkund para a deteção de plágio nos trabalhos ou dissertações académicas. Para além disso, foi reforçada a ideia da existência do código de integridade da UBI fortalecendo a ideia de que todos os alunos e docentes da mesma instituição deveriam ter conhecimento de tais artigos.

in urbietorbi

As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação que permitem a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.