Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Optometria e Ciências da Visão
  4. Biologia Celular e Histologia

Biologia Celular e Histologia

Código 12495
Ano 1
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária PL(30H)/TP(30H)
Área Científica Ciências Biomédicas
Tipo de ensino Presencial
Estágios Não aplicável
Objectivos de Aprendizagem Demonstrar conhecimento fundamental sobre a função dos organelos celulares, composição química, estrutura e propriedades das biomoléculas e demonstrar conhecimento dos processos e mecanismos da vida a nível molecular e celular.
Conteúdos programáticos (1) células (membranas, compartimentos, organelos, células estaminais, diferenciação celular)
(2) tecidos (epitélio, glândulas, tecido conetivo, músculos, sangue e nervos)
(3) Biologia molecular (DNA, RNA, código genético, replicação do DNA, síntese proteica)
(4) Bioenergia (ATP e ADP, energia livre, glicólise, ciclo de Krebs, fosforilação oxidativa, papel do oxigénio)
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação A classificação final do período de ensino-aprendizagem (CEA) é calculada de acordo com a seguinte expressão:

CEA = 65% TP + 35% PL

onde, (TP) corresponde a classificação obtida na componente teórica-prática, definida por duas frequências (F1 e F2) e calculada de acordo com a seguinte expressão:

TP = 50% F1+ 50% F2

A componente prática laboratorial (PL) é determinada de acordo com a seguinte expressão:

PL = 60% EP + 35% DL + 5% P

onde, (EP) corresponde à classificação obtida num exame prático (0 a 20 valores), (DL) à classificação obtida no desempenho laboratorial através da postura e desempenho na execução laboratorial (0 a 20 valores) e (P) à pontualidade (0 a 20 valores).

É necessária a classificação final TP igual ou superior a 9,5 valores (média aritmética dos dois testes teóricos) para aprovação na componente teórica da unidade curricular.
É necessária a classificação final PL igual ou superior a 9,5 valores (na avaliação de desempenho laboratorial e no teste prático) para aprovação na componente prática da unidade curricular.

A classificação de ensino aprendizagem mínima para dispensa ao exame final é de 9,5 valores (média ponderada dos dois testes teóricos e da componente laboratorial).

Nas aulas laboratoriais, todas as faltas que ocorram devem ser justificadas mediante a apresentação de atestado médico ou outra documentação com reconhecida validade no prazo máximo de duas semanas ao regente da unidade curricular. No caso de ocorrem faltas não justificadas, o regente não atribui frequência ao aluno no ano lectivo em vigência, o que impede o aluno de realização de exame final.

A classificação de ensino aprendizagem mínima para admissão ao exame final é de 6 valores (média ponderada dos dois testes teóricos e da componente laboratorial). A falta ou desistência a qualquer uma das provas implica a classificação de zero valores a essa mesma prova.

A classificação no período de exames (CE) será determinada pela seguinte expressão:

CE = 65% E + 35% PL

onde, (E) corresponde à classificação obtida na prova escrita teórica, e (PL) à classificação obtida na componente prática laboratorial durante o período ensino e aprendizagem.

A classificação final durante as épocas de exame implica que a classificação obtida na componente teórica (E) seja igual ou superior a 9,5 valores

CONCESSÃO DE FREQUÊNCIA

TE: Aulas tutoriais de frequência obrigatória (máximo de faltas de 15%) seguindo o programa definido de acordo com os objectivos da disciplina. No caso dos alunos de segunda inscrição ou superior, não é exigida assiduidade obrigatória desde que justifiquem a incompatibilidade de horário. É necessária a classificação final TE igual ou superior a 9,5 valores (em cada um dos testes realizado ou no exame final) para aprovação na componente teórica da unidade curricular.

PL: Aulas orientadas por um docente, de frequência obrigatória (100%) destinadas a aprofundarem alguns dos temas leccionados nas aulas teóricas através de uma abordagem experimental dos problemas em estudo. É necessária a classificação final PL igual ou superior a 9,5 valores (na avaliação de desempenho laboratorial e no teste prático) para aprovação na componente prática da unidade curricular.

Bibliografia principal - Biologia Celular e Molecular, Carlos Azevedo, 4ª edição, Lidel, edições técnicas, Lisboa, 2005.
- Molecular Cell Biology, Lodish et al., 5th edition, W. H. Freeman and Company, 2004.
- Molecular Biology of the Cell, Alberts et al, 3th or 4th Edition, Garland Publishing.
Língua Português
Data da última atualização: 2016-06-09
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.