Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Suplemento ao Diploma

Suplemento ao Diploma

Introdução

A Comissão Europeia, o Conselho da Europa e a UNESCO/CEPES desenvolveram um modelo para o Suplemento ao Diploma que foi concebido como uma ferramenta para ser facilmente adaptável e permitir uma descrição o mais completa possível das qualificações e que descreve de forma normalizada a natureza, o nível, o contexto, o conteúdo e o estatuto dos estudos seguidos e concluídos com sucesso pelo diplomado tendo em vista promover a transparência e o reconhecimento das qualificações quer para fins académicos quer profissionais.

Com a Declaração de Bolonha, o Suplemento ao Diploma torna-se num dos instrumentos primordiais para facilitar a mobilidade e a empregabilidade dos diplomados, inserindo-se nos princípios consignados no texto aprovado.

A Universidade da Beira Interior instituiu, por Despacho do Reitor nº 17/2004 de 27 de Abril, a emissão automática e gratuita do Suplemento ao Diploma em duas versões - portuguesa e inglesa - para todos os diplomados que venham a concluir os cursos conducentes aos graus de Licenciado, Mestre e Doutor, a partir do ano lectivo 2002/03, conjuntamente com os respectivos Diplomas - Carta de Curso/Magistral e Doutoral e que, presentemente, se encontra regulamentado pelo Decreto-Lei n.º 42/2005 de 22 de Fevereiro e pela Portaria n.º 30/2008 de 10 de Janeiro.

O que é

  • Um suplemento do certificado / diploma original emitido pela instituição;
  • Um modelo criado pela Comissão Europeia, Conselho da Europa e UNESCO/CEPES;
  • Um instrumento facilitador da mobilidade com informações complementares sobre toda e qualquer qualificação; devendo ser produzido na língua original e noutra língua comunitária;
  • Uma fonte de informação precisa e de fácil leitura das qualificações individuais.

O que não é

  • Não é um sistema automático que garanta o reconhecimento;
  • Não é um substituto ou uma transcrição da qualificação original;
  • Não é um curriculum vitae.

O que permite

  • Promover a transparência no Ensino Superior;
  • Conceder reconhecimentos mais equitativos e mais justos;
  • Simplificar o processo de decisão relativamente ao reconhecimento académico e/ou profissional;
  • Enquadrar a qualificação no sistema de ensino de origem do diploma;
  • Fornecer informação sobre a instituição onde a qualificação foi obtida;
  • Utilizar uma terminologia facilmente legível procurando ultrapassar as barreiras linguísticas;
  • Contribuir para uma melhor inserção no mercado de trabalho, aumentando a empregabilidade dos diplomados;
  • Contribuir para a criação de um espaço de ensino superior europeu.

Estrutura

A estrutura do Suplemento ao Diploma é constituída por uma introdução obrigatória de esclarecimento e oito secções que devem ser totalmente preenchidas, caso contrário deve ser apresentada a justificação.

Introdução

A estrutura do Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objectivo fornecer dados independentes e suficientes para melhorar a «transparência» internacional e o reconhecimento académico e profissional equitativo das qualificações (diplomas, graus universitários, certificados, etc.). Destina-se a descrever a natureza, nível, contexto, conteúdo e estatuto dos estudos realizados com êxito pelo titular do diploma original a que este suplemento está apenso. São de excluir quaisquer juízos de valor, declarações de equivalência ou sugestões de reconhecimento. Devem ser preenchidas as oito secções; caso contrário, deve ser apresentada a justificação.

Secções

  1. Informação identificando o detentor da qualificação
    1. Apelido(s):
    2. Nome(s) próprio(s):
    3. Data de nascimento:
    4. Número de estudante:
  2. Informação identificando a qualificação
    1. Designação da qualificação e título que confere:
    2. Principal(ais) área(s) de estudos desta qualificação:
    3. Designação e estatuto da instituição que emite o diploma ou certificado:
    4. Designação e estatuto da instituição (se diferente de 2.3) que ministra os cursos:
    5. Língua de aprendizagem-avaliação (exame):
  3. Informações sobre o nível de qualificação
    1. Nível de qualificação:
    2. Duração oficial do programa de estudos:
    3. Requisitos de acesso:
  4. Informações sobre o conteúdo e os resultados obtidos
    1. Regime de estudos:
    2. Requisitos do programa de estudos
    3. Pormenores do programa de estudos
    4. Sistema de classificação e eventuais orientações sobre atribuição de notas
    5. Classificação global da qualificação
  5. Informação sobre a função da qualificação
    1. Acesso ao nível de estudos superior
    2. Estatuto profissional (se aplicável)
  6. Informações complementares
    1. Informações complementares:
    2. Outras fontes de informação:
  7. Autenticação do suplemento
    1. Data:
    2. Assinatura:
    3. Cargos:
    4. Selo branco:
  8. Informação sobre o sistema nacional de ensino superior
    Descrição do sistema nacional de ensino superior (PT)
  9. Diagrama do sistema do ensino superior português (PT)

Exemplos

Selo “Suplemento ao Diploma” (Diploma Supplement Label)

Selo - Suplemento ao Diploma O Selo “Suplemento ao Diploma” atesta a capacidade de uma instituição emitir o Suplemento ao Diploma numa língua amplamente falada na Europa e gratuitamente para qualquer titular do primeiro e/ou segundo ciclo de estudos, segundo o modelo elaborado pela Comissão Europeia, Conselho da Europa e UNESCO.

Em 2005, o Selo “Suplemento ao Diploma” foi atribuído à Universidade da Beira Interior para o período 2005-2008.

Em 2010, o Selo “Suplemento ao Diploma” foi, uma vez mais, atribuído à Universidade da Beira Interior, sendo válido até 2013.

Data da última atualização: 17-11-2014
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.