Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Sociologia
  4. Sociologia do Trabalho e das Organizações

Sociologia do Trabalho e das Organizações

Código 13128
Ano 2
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária TP(60H)
Área Científica Sociologia
Tipo de ensino presencial
Estágios não se aplica
Objectivos de Aprendizagem Esta UC tem como objetivo analisar o fenómeno do trabalho e a sua influência na organização social. Analisa-se a evolução do trabalho ao longo da história, com especial destaque para o período pós Revolução Industrial. Estuda-se depois a problemática das organizações e da sua estrutura. Ao longo do semestre e de acordo com a metodologia definida são promovidas as atividades de trabalho individual e de grupo na sala de aula.
No final da UC o/a estudante deverá ser capaz de interpretar e discutir criticamente as teorias e problematizações relacionadas com os fenómenos do trabalho e das organizações. Deverá ser capaz de debater a relação do trabalho com a sociedade e a sua importância na sociedade contemporânea ocidental. A partir dos conhecimentos teóricos, conceptuais e metodológicos fornecidos em aula, deverá ser capaz de analisar a sociedade portuguesa no domínio do trabalho e das organizações e desenvolver abordagens investigativas e interventivas no domínio do trabalho.




Conteúdos programáticos I – Introdução. 1.1 Objeto de estudo, métodos e paradigmas da Sociologia do Trabalho; 1.2 Das origens históricas (e tradições nacionais) da Sociologia às áreas de especialização associadas ao trabalho e às organizações

II – Organização do trabalho e da empresa: 2.1 Racionalização do trabalho: das abordagens clássicas às relações humanas; 2.2 Organização e sistemas de trabalho na indústria e nos serviços; 2.3 Trabalho industrial e trabalho terciario, reconfigurações e interações; 2,4 Atores coletivos, associativismo sindical e empresarial

III – O trabalho ao nível organizacional e societal: 3.1 Da qualificação à competência no trabalho: Formação, emprego e atividade; 3.2 Trabalho decente e trabalho não decente: estudo de várias problemáticas; 3.2.1 Conceito de trabalho decente (OIT); 3.2.2 Precaridade e modelos legais de trabalho (in)decente ; 3.3 Modelos não legais de trabalho não decente: o tráfico de seres humanos, o trabalho sexual e o trabalho infantil
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação A team based learning é uma metodologia cada vez mais usada em contexto universitário com resultados impressionantes ao nível do desenvolvimento nos e nas estudantes de autonomia, literacia cientifica, dinâmica de grupo, espirito critico e argumentação. O facto de se conjugar esta metodologia, de aprendizagem em equipa com momentos de avaliação individuais e contínuos ao longo do semestre permite que cada discente se situe no processo e consiga refletir sobre a sua própria aprendizagem.



Bibliografia principal 1 Bibliografia base

Freire, João (2001), Sociologia do Trabalho: uma introdução, Afrontamento, Porto
Grint, Keith (1998), Sociologia do Trabalho, Piaget, Lisboa
Mintzberg, H. (1995) Estrutura e dinâmica das organizações, Dom Quixote, Lisboa

2 Adicional
Corcuff, Philippe (1995) Les nouvelles sociologies, Paris, Éditions Nathan, 1995, pp.68-75.
Crozier, Michel (1964) Le phénomène bureaucratique, Paris, Le Seuil, (ver o Cap. 7 “Le système d’organisation bureaucratique”, pp. 233-268).
Friedman, Georges (1968) O Futuro do Trabalho Humano, Lisboa, Moraes Editores, pp. 117-122 e pp. 265-270.
Friedberg, Erhard (1995), O Poder e a Regra – dinâmicas da acção organizada, Lisboa, Instituto Piaget, 1995, pp. 79-91.
Goleman, David. (2000), Trabalhar com a inteligência emocional, (2ª edição), Lisboa, Temas e debates.
Kovacs, Ilona (coord.), Sara F. Casaca, Maria C. Cerdeira, João Peixoto (2014) Temas Actuais da Sociologia do Trabalho e da Empresa, Coimbra, Almedina.
MATERIAIS COLOCADOS NO MOODLE

Língua Português
Data da última atualização: 2022-01-31
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.