Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Tecnologias e Sistemas da Informação
  4. Matemática para Informática I

Matemática para Informática I

Código 6618
Ano 1
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária PL(30H)/TP(60H)
Área Científica Matemática
Tipo de ensino Presencial.
Estágios Não se aplica.
Objetivos Gerais e Resultados de Aprendizagem Introduzir a lógica matemática e estruturas matemáticas discretas que fornecem uma base para áreas como a computação, desenho de circuitos e sistemas de telecomunicações; introduzir os fundamentos básicos de álgebra linear.

Ser capaz de usar as ferramentas e técnicas básicas da lógica, matemática discreta e álgebra linear para identificar, formular e resolver problemas.
Conteúdos / Programa 1. Noções de base:
1.1. cálculo proposicional e cálculo predicativo;
1.2. indução matemática;
1.3. conjuntos;
1.4. relações e funções;
1.5. relações de ordem e conjuntos parcialmente ordenados;
1.6. reticulados e álgebras de Boole;
1.7. monóides, semi-grupos e grupos, morfismos.
2. Álgebra linear:
2.1. vectores e matrizes, operações com vectores e matrizes, característica;
2.2. resolução de sistemas de equações lineares;
2.3. matriz inversa;
2.4. determinantes;
2.5. valores e vectores próprios;
2.6. espaços vectoriais, espaços euclidianos, transformações lineares.
Bibliografia / Fontes de Informação 1) Grimaldi, R.P., Discrete and Combinatorial Mathematics: An Applied Introduction, Addison Wesley Longman, Inc., 1999.
2) Cabral I., Perdigão, C., Saiago, C., Álgebra Linear, Escolar Editora, 2ª Edição, 2010.
Actividades de Ensino-Aprendizagem e Metodologias Pedagógicas Consulta e discussão de bibliografia; resolução de problemas.
Métodos e Critérios de Avaliação A assiduidade constitui um dos parâmetros dos critérios de avaliação. Esta unidade curricular exige aos alunos uma assiduidade de 77 por cento (ou seja, 22 aulas do total de 28 aulas do semestre), salvo nos casos de alunos em regimes especiais.

Cada aula tem a duração de 110 minutos.

A avaliação contínua é constituída por:
• Resolução de várias perguntas, feitas em sala de aula e em trabalhos de casa (Cotação total de 4 valores)
• Dois testes escritos (nenhum aluno pode realizar o teste após 10 minutos do seu início):
3 de novembro, 6 valores, sala de aula
8 de janeiro, 10 valores, sala de aula

Por FREQUÊNCIA entende-se o grau de conhecimentos mínimos que o estudante demonstre ter adquirido no processo de aprendizagem ao longo das atividades letivas que lhe permitam apresentar-se a exame. A concessão de FREQUÊNCIA depende do regime de assiduidade fixado anteriormente e da obtenção, nas
provas de avaliação contínua, da classificação mínima de 6 valores.

Na avaliação contínua: se a classificação final for igual ou superior a 9,5 valores então o aluno será dispensado de exame ; se a classificação final for superior a 17, então o aluno pode realizar uma prova suplementar escrita para a obtenção de classificação final superior a 17 (esta tem de ser requerida por escrito pelo aluno à Docente regente da disciplina ; caso não seja requerida, o aluno terá 17 valores na
sua classificação final ).

Só os alunos com concessão de FREQUÊNCIA podem comparecer a exame.
Os alunos com concessão de FREQUÊNCIA e aprovação na disciplina podem realizar exame para melhoria de classificação, terão como nota final na disciplina a melhor das duas classificações obtidas.

A nota final de exame é calculada baseada na seguinte fórmula: (NFAC + NEx3)/4 .
NFAC = nota final obtida na avaliação contínua;
NE = nota obtida no exame

O aluno que cometer fraude (ou tentativa de fraude) durante a prova de avaliação ficará reprovado à disciplina.
Língua Português
Data da última atualização: 2014-08-07
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.