Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Química Medicinal

Química Medicinal

1º Ciclo     Departamento de Química

Plano de Estudos   Química Medicinal
Código DGES
8408  
Área CNAEF 442 | Portaria n.º 256/2005
Publicação em Diário da República Despacho n.º 5365/2014 - DR 2.ª série, n.º 75, 16 abril
Avaliação/Acreditação/Registo Acreditação A3ES
Registo DGES R/A-Cr 2/2011, 14-06-2011
Regime de Funcionamento Diurno
ECTS 180
Outras Informações Informação estatística

Concurso Nacional de Acesso  

Sobre

Objetivos Gerais A Licenciatura em Química Medicinal tem como objectivo formar Licenciados com conhecimentos de base de Química e Biologia, para inserção no mundo do trabalho em áreas envolvendo a aplicação de métodos científicos e técnicas inovadoras e a utilização de instrumentação complexa, para o desenvolvimento de novos fármacos.
Esta Licenciatura permitirá conhecer e desenvolver as estruturas das moléculas base de medicamentos e relacioná-las com os seus efeitos sobre os organismos vivos e com as suas propriedades terapêuticas. A modelação molecular será também aplicada na exploração e compreensão de novos tópicos na área médica, tendo em conta os tipos de patologias e seus efeitos a nível celular.
A Licenciatura em Química Medicinal resulta da interligação entre as Faculdades de Ciências e de Ciências de Saúde da UBI resultando daí um incremento na cooperação existente e permitindo aos estudantes um enquadramento das unidades curriculares leccionadas com a área da saúde.
Competências O Licenciado deverá possuir competências no âmbito das operações fundamentais de um Laboratório de Química e de metodologias computacionais, que lhe permitirão uma inserção rápida no mercado de trabalho envolvendo a aplicação dos conceitos apreendidos. Adicionalmente, serão desenvolvidas competências de auto-aprendizagem que lhe permitirão autonomamente acompanhar a evolução futura dos conhecimentos nesta área, bem como interagir com outros profissionais em ambientes multidisciplinares.

Competências específicas:
-aplicar as estratégias actuais de descoberta e desenvolvimento de fármacos a projectos concretos
-utilizar tecnologias informáticas, incluindo modelação molecular, ao desenvolvimento de fármacos e à compreensão dos seus mecanismos moleculares de acção
-produzir e caracterizar moléculas potencialmente bioactivas com diferentes graus de complexidade
-relacionar os aspectos estruturais das moléculas com a sua actividade biológica e toxicológica e utilizar a informação obtida no aperfeiçoamento de estruturas
-poder integrar-se numa equipa multidisciplinar de descoberta e desenvolvimento de fármacos.
Saídas Profissionais O curso de Química Medicinal é um curso que tem várias saídas profissionais porque o licenciado fica habilitado em várias áreas de conhecimento.
A indústria farmacêutica será o maior empregador para os licenciados deste curso que poderão fazer parte de equipas multidisciplinares para a criação e adaptação de novos fármacos.
Os licenciados poderão ser integrados em laboratórios de investigação públicos ou privados para participarem na preparação de novos produtos biologicamente activos.
As empresas de desenvolvimento de produtos para a indústria farmacêutica são possíveis empregadores, devido aos conhecimentos teóricos destes licenciados.
As áreas tecnológicas ligadas à saúde necessitam de licenciados nesta área para fazerem a interligação produção-aplicação de novos medicamentos.
Indústria química ligada à produção de materiais para uso clínico, para determinar a viabilidade do produto.
Empresas de base tecnológica para a criação de novos produtos para aplicação nas áreas da saúde, agro-alimentar, cosmética, entre outras.
Infraestruturas As UC do curso de Química Medicinal vão decorrer nos departamentos de Química, Física, Matemática e das Ciências da Saúde em salas e laboratórios de aula.
No departamento de Química o pessoal não docente que colabora neste curso é: 1 técnico superior, 4 assistentes técnicos e 1 secretário.
No departamento de Física 1 assistente técnico.
No departamento de Ciências da Saúde 3 assistentes técnicos darão o apoio necessário para as aulas leccionadas neste departamento.
Este curso tem também o apoio de técnicos do centro de informática, do centro de óptica e da biblioteca.
Instalações físicas afectas e/ou utilizadas pelo ciclo de estudos (espaços lectivos, bibliotecas, laboratórios, salas de computadores, etc.).
Salas de aula 998 m2
Laboratórios de aulas 643 m2
Laboratórios de investigação 559 m2
Salas de computadores 472 m2
Biblioteca 4157 m2
Centro de Informática 1278 m2
Centro de Óptica 694 m2
Residências para estudantes 10858 m2
Cantinas e bares 5886 m2
Normas e Regulamentos Regulamentação UBI

Departamento de Química

Rua Marquês D'Ávila e Bolama
6201-001 Covilhã
275 242 021
1452
275 319 730

Responsáveis

Diretor/a de Curso
José Albertino Almeida de Figueiredo
Coordenador de Mobilidade
Maria Isabel Guerreiro da Costa Ismael

Comissões

Comissão Científica
José Albertino Almeida de Figueiredo
Paulo Jorge da Silva Almeida
Cândida Ascensão Teixeira Tomaz
Ana Maria Carreira Lopes
Maria Isabel Guerreiro da Costa Ismael
Samuel Martins Silvestre
Rogério Pedro Fernandes Serôdio

Comissão de Coordenação Pedagógica
Coordenadores Ano
José Albertino Almeida de Figueiredo
Samuel Martins Silvestre
Delegados Ano
Joel Neves da Silva

Comissão de Creditação
José Albertino Almeida de Figueiredo
Samuel Martins Silvestre
Ana Maria Carreira Lopes
Nota: A informação contida nesta página não dispensa a consulta dos documentos oficiais. Data da última atualização: 2014-08-07
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.