Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Ciências da Cultura
  4. Teoria da Linguagem

Teoria da Linguagem

Código 14254
Ano 2
Semestre S2
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/TP(45H)
Área Científica Filosofia
Tipo de ensino -- Presencial.
Estágios -- Não se aplica.
Objectivos de Aprendizagem 1. Apreender os conceitos metodológicos fundamentais da teoria da linguagem.
2.Identificar e descrever as principais problemáticas tratadas pela filosofia da linguagem.
3. Familiarizar com as diferentes abordagens pragmáticas da linguagem.
4. Problematizar a relação interlinguística a respeito da tradução.
5. Desenvolver a capacidade auto-reflexiva sobre as questões da linguagem.
Conteúdos programáticos 1. Noções básicas da teoria da linguagem.
2. Teorias pragmáticas da linguagem.
3. Teorias da tradução.




Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação - Aulas teóricas e práticas, com recurso a material audiovisual.
- Avaliação mediante a realização obrigatória de duas frequências (50%+50%) efetuados no decorrer do semestre.
- Os alunos dispensam de exame com 10 valores, sendo admitidos a exame com a nota mínima de 6 valores.

Bibliografia principal Austin, J. L. (1989). “Performativo-Constativo”. In J. P. de Lima, Linguagem e Acção. Da filosofia analítica à linguística pragmática (pp. 41-58). Lisboa, Portugal: Apáginastantas.
Austin, J. L. (1990). Quando Dizer é Fazer. Porto Alegre, Brasil: Artes Médicas.
Benjamin, W. (2015). Linguagem, Tradução e Literatura. Lisboa, Portugal: Assírio & Alvim.
Ducrot, O. (1984). “Actos Linguísticos”. In Enciclopédia Einaudi (nº2, pp. 439-457). Lisboa, Portugal: IN-CM.
Ducrot, O. (1984). “Enunciação”. In Enciclopédia Einaudi (nº2, pp. 369-393). Lisboa, Portugal: IN-CM.
Ducrot, O. (1984). ““Pressuposição e Alusão”. In Enciclopédia Einaudi (nº2, pp. 394-417). Lisboa, Portugal: IN-CM.
(…)
Imbert, C., Zaslawsky, D., Jacques, F., Armengaud, F., Granger, G.G., Devaux, P., & Sebestik, J. (S. D.). Filosofia Analítica. Lisboa, Portugal: Gradiva.
Meyer, M. (1992). Lógica, Linguagem e Argumentação. Lisboa, Portugal: Teorema.
Quine, W. V. O. (1995). Filosofia e Linguagem. Lisboa, Portugal: Edições Asa.
Rodrigues, A. D. (1996). “A Perspectiva Accional da Pragmática”. In Dimensões Pragmáticas do Sentido (p. 79-99). Lisboa, Portugal: Edições Cosmos.
Ricouer, P. (2005). Sobre a Tradução. Lisboa, Portugal: Edições Cotovia.
Searle, J. (1989). “O que é um acto linguístico?”. In J. P. de Lima. Linguagem e Acção – da filosofia analítica à linguística pragmática (61-85). Lisboa, Portugal: Apáginatantas.
Steiner, G. (2002). Depois de Babel. Aspectos da linguagem e da tradução. Lisboa, Portugal: Relógio D’Água.
Todorov, Tzvetan (1991). “Os Conceitos Metodológicos”, In O. Ducrot (Org.). Dicionário das Ciências da Linguagem (pp. 127-155). Lisboa, Portugal: D. Quixote.
Wittgenstein, L. (1981). Tractatus Lógico-Filosófico e Investigações Filosóficas. Lisboa, Portugal: FCG.

Outros documentos disponibilizados na plataforma Moodle.
Língua Português
Data da última atualização: 2022-03-04
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.