Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Arquitetura
  4. Introdução Aos Sistemas Construtivos

Introdução Aos Sistemas Construtivos

Código 15203
Ano 1
Semestre S2
Créditos ECTS 5
Carga Horária TP(60H)
Área Científica Construção
Objectivos de Aprendizagem Objetivos Gerais:
- Consciencializar os estudantes para a noção de arquitetura enquanto facto essencialmente estrutural e construído;
- Consciencializar os estudantes para a noção de que a construção da arquitetura se processa pela coordenação e harmonização de diversos subsistemas, variáveis no tempo e no espaço, muitas vezes díspares, não coerentes e até antagónicos entre si;
- Consciencializar os estudantes para um desenho informado por uma atitude crítica e ética em relação à sociedade e ao ambiente.
Objetivos Específicos:
- Capacitar os estudantes para a compreensão da razão de ser construtiva das formas arquitetónicas, tanto tradicionais, como contemporâneas;
- Capacitar os estudantes para a compreensão dos sistemas de construção de tipo ligeiro;
- Capacitar os estudantes para a compreensão dos sistemas de desenho de pormenorização;
- Capacitar os estudantes para um desenho arquitetónico informado por uma viabilidade física e estrutural.
Conteúdos programáticos I. PORQUÊ: INTRODUÇÃO A UMA ÉTICA E A UMA ONTOLOGIA DA CONSTRUÇÃO
1. Porquê construir e porquê construir bem.
2. A questão da atividade edificatória como origem da arquitetura.
3. A edificação como atividade de ligação e de relação.
II. ONDE: A ARQUITECTURA E O CONTEXTO AMBIENTAL:
1. Influência dos fatores climáticos.
2. As quatro áreas climáticas básicas e a sua relação com os assentamentos humanos.
3. Relação entre o construído e os elementos naturais.
4. Relação entre os elementos do edifício e os elementos naturais.
5. Áreas climáticas no território português.
COMO: A ARQUITECTURA COMO SISTEMA DE SISTEMAS – OS SISTEMAS LIGEIROS E OS SISTEMAS TRADICIONAIS
1. Os sistemas na construção do edifício.
2. Sistemas estruturais.
3. Sistemas primários – Pavimentos, paredes e coberturas: definições e classificações, exigências e materiais.
4. Sistemas secundários–Ligações verticais e vãos: definições e classificações, exigências e materiais.
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação As aulas serão teórico-práticas, com explanação e discussão dos conteúdos. Adicionalmente, serão produzidos trabalhos em que, para lá da aplicação dos conhecimentos teóricos adquiridos, se encorajará nos estudantes uma atividade de permanente investigação e descoberta.
Pelo próprio carácter da UC, a avaliação será contínua e permanente.
Serão cumpridos os momentos fundamentais de avaliação instituídos na forma de testes escritos. A avaliação destas provas complementará a dos trabalhos práticos.
Os exercícios práticos a realizar serão elaborados e avaliados de acordo com os seguintes parâmetros: Distribuição; Pormenorização; Representação gráfica e organização do trabalho.
A avaliação será a que resultar da ponderação dos seguintes elementos, assim enumerados por ordem decrescente de importância: Avaliação dos trabalhos teórico-práticos produzidos; Avaliação dos testes escritos intercalares; Assiduidade e Participação.
Bibliografia principal - BEHLING, Sophia e Stefan (2002). Sol Power: La Evolución de la Arquitectura Sostenible. Barcelona: Editorial Gustavo Gili.
- CHING, Francis e ADAMS, Cassandra (2001). Building Construction Illustrated. Nova Iorque: John Wiley & Sons, Inc.
- DEPLAZES, Andrea (2005). Constructing architecture. Basel: Editora Birkhäuser, 2005.
- FRAMPTON, Keneth (1998). Introdução ao Estudo da Cultura Tectónica. Lisboa: AAP – Contemporânea Editora.
- OLIVEIRA, Ernesto Veiga de (1992). Arquitectura Tradicional Portuguesa. Lisboa: Dom Quixote.
- VITTONE, René (1999). Bâtir: Manuel de la Construction. Lausanne: P. P. U. R.
Língua Português
Data da última atualização: 2022-06-19
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.