Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Engenharia Eletrotécnica e de Computadores

Engenharia Eletrotécnica e de Computadores

2º Ciclo     Departamento de Engenharia Eletromecânica

Plano de Estudos/Ramos   Engenharia Eletrotécnica e de Computadores
Código DGES
6091
Área CNAEF 523 | Portaria n.º 256/2005
Publicação em Diário da República Despacho n.º 9204/2014 - DR 2.ª série, n.º 135, 16 julho
Avaliação/Acreditação/Registo Acreditação A3ES
Registo DGES R/A-Ef 1331/2011, 18-03-2011
Regime de Funcionamento Diurno
ECTS 120

Regime Geral de Acesso  

Requisitos de Admissão

São admitidos alunos com o 1.º ciclo completo em Engenharia Electrotécnica ou em cursos de áreas afins tais como Engenharia Electromecânica, Engenharia Electrónica, Engenharia Informática, Engenharia Biomédica, etc, bem como licenciaturas em outra tecnologias.
Poderão também ser admitidos outros licenciados, desde que o respectivo currículo demonstre uma adequada preparação científica de base ou licenciados de cursos anteriores a Bolonha, equivalentes aos já referidos, aos quais poderão ser concedidas equivalências a algumas das unidades curriculares, após uma análise curricular a efectuar pela Comissão de Curso.
As condições de admissão contemplam ainda critérios de ponderação, dependendo dos factores de formação anterior e curriculares.

Vagas 20 (2017)
Critérios de Seleção e Seriação Engenharia Eletrotécnica e de Computadores 2017
Mais informações para candidatos

Sobre

Objetivos Gerais Este ciclo de estudos permite a aquisição de competências em Engenharia Electrotécnica e de Computadores e a formação especializada em Automação e Electrónica e em Sistemas Biónicos, promovendo-se a aplicação dos conhecimentos, da capacidade de interpretação e compreensão adquiridas, na resolução de problemas e concepção de produtos, equipamentos e sistemas, com condicionalismos tecnológicos, económicos, sociais e ambientais. Permite o exercício da profissão no mercado de trabalho, permitindo a adaptação à constante evolução tecnológica, em contextos alargados e multidisciplinares. Estimula-se a capacidade para lidar com questões complexas e desenvolver soluções em situações de informação limitada ou incompleta, mudando princípios, métodos e técnicas de execução, com competências de liderança e de decisão, e de gestão de pessoas, processos, equipamentos e bens. Desenvolve-se o gosto pela investigação, inovação e empreendedorismo, para a integração em equipas de investigação científica.
Competências No final do curso, o estudante deve ser capaz de:
- Avaliar e resolver problemas no âmbito da Engenharia Electrotécnica e de Computadores.
- Projetar, gerar e adaptar sistemas elétricos, eletrónicos e informáticos complexos.
- Propor soluções para melhorar o desempenho de sistemas e componentes através da aplicação de métodos analíticos e métodos computacionais.
- Aplicar os conhecimentos adquiridos nas áreas científicas da Electrotecnia e Electrónica, de Instrumentação, Automação e Controlo, das Ciências da Computação, e Economia e Gestão e dos Sistemas Biónicos, na resolução de problemas.
- Usar ferramentas informáticas diversas e ser capaz de elaborar aplicações informáticas na sua área de especialização.
- Utilizar correctamente equipamento laboratorial, interpretar descrições de métodos e protocolos experimentais, saber apresentar e interpretar resultados experimentais.
- Participar em projectos de investigação e permitir o desenvolvimento tecnológico e a inovação de novos equipamentos e técnicas.
- Organizar a informação técnico-científica para submissão às autoridades regulamentares, com o intuito de certificar novos produtos para comercialização.
- Demonstrar pensamento crítico e compromisso ético.
- Ler e compreender documentos científicos em língua portuguesa e inglesa e comunicar oralmente para públicos constituídos por especialistas e não-especialistas na área de Engenharia Electrotécnica.
- Divulgar o conhecimento científico e promover a transferência de conhecimentos e tecnologia entre as Universidades e a Indústria.
- Aprender e trabalhar com elevado grau de autonomia.
- Estabelecer relações interpessoais e trabalhar numa equipa multidisciplinar.
- Mostrar responsabilidade no trabalho e respeito pelos pares em equipas multidisciplinares.
- Ter iniciativa e capacidade de tomar decisões.
- Ser criativo e adaptar-se a novas situações e problemas, reconhecendo as suas limitações, prestando especial atenção à auto-aprendizagem de novos conhecimentos baseados na evidência científica disponível.
- Organizar e planificar tarefas.
- Liderar e ter espírito empreendedor.
- Adquirir capacidades que permitam o ingresso em 3ºs ciclos de estudos em instituições de ensino nacionais e internacionais.
Saídas Profissionais A formação especializada e avançada em Engenharia Electrotécnica e de Computadores permitirá aos detentores do Grau de Mestre desempenhar tarefas elevado prestígio e responsabilidade em diversas áreas do tecido económico, com excelentes perspetivas de futuro. Possui as competências necessárias para integrar equipas multidisciplinares especializadas no projecto, concepção, certificação, manutenção e apoio comercial de novos equipamentos e tecnologias.
Poderão ainda desenvolver investigação científica em áreas multidisciplinares, actuando nas áreas de Electrotecnia e Electrónica, Automação e Sistemas, Sistemas Biónicos, etc.
São exemplos os cargos desempenhados por antigos alunos deste curso: Engenheiros; Empresários; Directores de Manutenção; Directores de Desenvolvimento de Produtos; Técnicos Especialistas, Formadores Técnicos; Inspectores/Certificadores; Professores Universitários; Investigadores; etc.
Infraestruturas O mestrado é leccionado no Departamento de Electromecânica. Neste Departamento existem laboratórios excelentemente equipados, que abrangem as valências de Electrotecnia, Máquinas Eléctricas e Electrónica de Potência, Instrumentação e Medida, Telecomunicações, Automação e Robótica, para além de salas de aulas e de diversos anfiteatros. Da colaboração dos Departamentos de Informática, Química e Ciências Médicas, responsáveis pela leccionação de algumas unidades curriculares, o curso usufrui ainda de outros laboratórios (Fisiologia, Quimíca, Redes e Multimédia).
O curso é ainda apoiado pelas infra-estruturas da Biblioteca, informatizada e com mais de 80000 livros, e do Centro de Informática.
Os alunos são apoiados socialmente por Cantinas, Snacks, Pavilhões desportivos, Residências para alunos com mais de 800 camas, etc.
Normas e Regulamentos Regulamentação UBI
Regulamento do Grau de Mestre em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores

Departamento de Engenharia Eletromecânica

Calçada Fonte do Lameiro
6201-001 Covilhã
275 242 055
1811

Responsáveis

Sem Fotografia
Diretor/a de Curso
António Eduardo Vitória do Espirito Santo
Coordenador de Mobilidade
Helder Joaquim Dinis Correia

Comissões

Comissão Científica
António Eduardo Vitória do Espírito Santo
Carlos Manuel Pereira Cabrita
Fernando José da Silva Velez
José António Menezes Felippe de Souza
Maria do Rosário Alves Calado
Sílvio José Pinto Simões Mariano

Comissão de Coordenação Pedagógica
António Eduardo Vitória do Espírito Santo
Coordenadores Ano
Maria do Rosário Alves Calado (1º)
Sílvio José Pinto Simões Mariano (2º)
Delegados Ano
Pedro Miguel Rocha Bento (1º)
Miguel Duarte Beirão (2º)

Comissão de Creditação
António Eduardo Vitória do Espírito Santo
Maria do Rosário Alves Calado
Sílvio José Pinto Simões Mariano
Hélder Joaquim Dinis Correia
Nota: A informação contida nesta página não dispensa a consulta dos documentos oficiais. Data da última atualização: 2014-08-07
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.