Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Reitoria
  3. Gabinetes e Serviços
  4. Gabinete de Internacionalização
  5. Mobilidade Estudantes Outgoing
  6. Erasmus+

Erasmus+

O Erasmus + permite que os estudantes possam estudar no estrangeiro numa universidade com a qual exista um acordo interinstitucional para a área e ciclo de estudos que frequenta na UBI.

Um período de estudo pode ser de um semestre ou ano letivo completo e deve fazer parte do programa de estudos do estudante.

Um período de estudos no estrangeiro pode ser combinado com um estágio, reforçando assim os resultados de aprendizagem e o desenvolvimento de competências transversais como a comunicação, a língua e as competências interculturais.

 

Elegibilidade

  • O programa destina-se a estudantes de licenciatura, mestrado, mestrado integrado e doutoramento inscritos na UBI e que possuam a situação académica regularizada;
  • Os estudantes de licenciatura têm de estar inscritos no 2º ano curricular quando realizam a mobilidade.
  • Os estudantes de mestrado e doutoramento só podem realizar mobilidade no 2º semestre do primeiro ano.
  • Os estudantes não se podem candidatar à mobilidade de estudos, quando atingido o limite máximo da duração de mobilidade (estudos e/ou estágios), 12 meses, por cada ciclo de estudos. No caso do Mestrado Integrado, terá uma duração máxima de 24 meses.

Todos as experiências ao abrigo do Programa Erasmus+ contam para o limite máximo definido.

 

Países elegíveis

São países elegíveis para a mobilidade de estudos Erasmus + os Estados membros da União Europeia e países terceiros associados ao Programa.

Estados – Membros da União Europeia

Alemanha

Itália

Países Baixos

Finlândia

Bélgica

Grécia

Lituânia

Portugal

Bulgária

Espanha

Luxemburgo

Roménia

Chéquia

França

Hungria

Eslovénia

Dinamarca

Croácia

Malta

Eslováquia

Estónia

Chipre

Áustria

Suécia

Irlanda

Letónia

Polónia

 

 

 

 

 

Países terceiros associados ao Programa

Macedónia do Norte

Islândia

Noruega

Sérvia

Listenstaine

Turquia

 

Duração da mobilidade

  • O período de estudos tem uma duração mínima de dois meses (60 dias) e máxima de 12 meses (360 dias).
  • O estudante pode beneficiar de várias mobilidades no estrangeiro, quer como estudante, quer como estagiário, até um total máximo de 12 meses de mobilidade física por ciclo de estudos. No caso dos mestrados integrados, a mobilidade pode durar até 24 meses.
  • Se a mobilidade incluir um período de estágio complementar aos estudos e se as atividades forem em simultâneo aplica-se a duração mínima para a mobilidade de estudos.

 

Candidatura

A candidatura à mobilidade de estudos divide-se em duas fases:

  • Pré-candidatura na UBI:
    A pré-candidatura é formalizada no Balcão Virtual – BV dos Serviços Académicos da UBI, no período de 7 de fevereiro a 7 de março de 2022.
  • Candidatura à universidade de acolhimento para a qual foi selecionado:
    Após o Gabinete de Internacionalização e Saídas Profissionais – GISP enviar as nomeações dos estudantes selecionados às universidades de acolhimento, o estudante deve efetuar a candidatura assim que seja notificado pela mesma ou pelo GISP.

 

Passo a passo

Antes de efetuar a pré-candidatura o estudante deve consultar a lista de acordos interinstitucionais e navegar nos sites das universidades às quais pretende candidatar-se para recolher informações sobre o plano de estudos, prazos de candidatura, alojamento e cursos de línguas.

  • Pré-candidatura à mobilidade de estudos durante o prazo estipulado pelo GISP. A candidatura é online e é formalizada na área pessoal do estudante, no Balcão virtual. O estudante tem a possibilidade de se candidatar até cinco universidades. A escolha da universidade deve ser colocada por ordem preferencial.
  • No caso de o estudante ser selecionado, deve preencher os documentos que se encontram disponíveis na sua área pessoal do Balcão Virtual.
  • Formalizar a candidatura à universidade para qual foi nomeado dentro dos prazos definidos, após ser notificado por e-mail.
  • Aguardar pelo resultado da candidatura à universidade de acolhimento para a qual foi selecionado.
  • Após o estudante ser informado pela universidade de acolhimento que foi aceite, deve informar o GISP. É nesta fase que o estudante pode começar a organizar a viagem!


Informações detalhadas sobre a mobilidade de estudos pode ser consultado o Guia de Apoio Para a Mobilidade de Estudos Erasmus+ que se encontra no separador lateral.

 

Seriação

A seriação dos candidatos é feita pelo (a) Coordenador de Mobilidade de cada curso.

As candidaturas são ordenadas de forma decrescente de acordo com a classificação obtida segundo os critérios definidos no Guia de Apoio para Mobilidade de Estudos e respeitando as vagas disponíveis por área e ciclo de estudos.

Caso o candidato selecionado desista da aceitação do resultado, a vaga é atribuída ao candidato com melhor classificação que se encontra em lista de reserva.

 

Divulgação de resultados

O edital dos candidatos selecionados é publicado nesta página e através do envio de mensagem por correio eletrónico.

 

Bolsas

Bolsa Erasmus +

As bolsas Erasmus+ são atribuídas aos estudantes selecionados com melhor classificação e até atingir o financiamento disponível para mobilidade de estudos.

Os estudantes podem receber uma subvenção máxima de apoio individual para ajudar a cobrir as despesas de viagem e de subsistência relacionadas com o período de estudos no estrangeiro. Esta contribuição pretende colmatar a diferença do custo de vida entre Portugal e o País de acolhimento.

A bolsa atribuída aos estudantes depende do País de acolhimento. Ver a tabela de bolsas no separador lateral.

O montante mensal da bolsa é definido pela Agência Nacional Erasmus+.

No caso de não haver financiamento para todos os estudantes selecionados, há a possibilidade de realizar a mobilidade com “bolsa zero”, isto é, não recebem uma bolsa Erasmus +, mas preenchem todos os critérios aplicáveis e beneficiam de todas as vantagens de estudantes (isenção de propinas, matrículas, acesso a laboratórios e bibliotecas).

 

Pagamento da Bolsa

O pagamento da bolsa é feito em duas fases:

 1ª Fase – Pagamento de 70% da bolsa total após a assinatura do contrato por ambas as partes ou após a entrega da declaração de estada e nunca após o início da mobilidade.

2ª Fase – Pagamento de 30 % da bolsa total no final da mobilidade e após a entrega da declaração de estada e submissão do relatório online da Beneficiary Module.

A desistência do Programa Erasmus +, sem que seja por Motivo de Força Maior, e o não aproveitamento académico implica a devolução integral do valor da Bolsa Erasmus+ atribuída.

 

Complemento de apoio individual para viagens ecológicas

Os estudantes podem receber um complemento à bolsa individual se optarem por usar um meio de transporte ecológico e sustentável na viagem até ao País de acolhimento.  O meio de transporte pode ser autocarro, comboio e carro partilhado. Neste caso, recebem uma contribuição única de 50 EUR.

Caso o estudante utilize um meio de transporte sustentável deve entregar como documentos comprovativos: uma declaração de honra assinada e a prova de viagem (bilhetes).

O pagamento da contribuição é efetuado após a entrega dos documentos mencionados anteriormente.

 

Bolsa complementar

Os estudantes bolseiros da DGES podem beneficiar de uma bolsa complementar à bolsa da DGES. 

Este apoio financeiro não requer uma candidatura. O GISP envia a lista dos estudantes selecionados para o Programa Erasmus + aos Serviços de Ação Social da UBI.

A Bolsa é atribuída pelos Serviços da Ação Social da UBI.

 

Bolsa Santander Global

O Programa de bolsas Santander Global destina-se a estudantes de licenciatura, mestrado e mestrados integrados que tenham sido selecionados para realizar uma mobilidade Erasmus+ e têm como objetivo incentivar os estudantes com menos oportunidades à participação em programas mobilidade internacional, através da atribuição de um complemento de bolsa de 500 ou 1.000 EUR.

A candidatura à bolsa é efetuada na plataforma do Santander com períodos de candidatura a definir.

Mais informações aqui

 

Apoio Linguístico Online

É concedido aos estudantes selecionados, o acesso à avaliação linguística através da OLS – Online Linguistic Support, numa das línguas disponíveis na ferramenta como língua principal de ensino (com exceção dos falantes nativos)

A avaliação linguística é um pré-requisito para a mobilidade e deve ser realizada antes de iniciar a mobilidade.

O GISP atribui o acesso à OLS aos estudantes selecionados.  O estudante vai receber um convite no seu e-mail, para realizar a avaliação linguística.

 

Curso de línguas

O estudante tem a possibilidade de frequentar um curso linguístico online e gratuito de acordo com a respetiva necessidade linguística.

O estudante com um resultado de avaliação linguística inferior a B2 tem obrigatoriamente de frequentar o curso na língua principal de ensino. Caso o resultado seja B2 ou superior pode frequentar um curso na língua em que foi avaliado ou no idioma local do país (desde que esteja disponível na ferramenta OLS).

Através do Laboratório de Línguas da Universidade da Beira Interior os estudantes podem candidatar-se a cursos de formação livre de línguas de acordo com as suas necessidades.

 

Seguro

Os estudantes inscritos na UBI estão abrangidos pelo seguro escolar durante o período de mobilidade.

O seguro escolar abrange as seguintes coberturas:

  • Morte e Invalidez Permanente;
  • Despesas de tratamento e repatriamento;
  • Responsabilidade civil alunos;
  • Responsabilidade civil estabelecimento de ensino.

Recomenda-se que os estudantes adquiram o Cartão Europeu de Seguro de Doença.  O cartão é gratuito e permite receber cuidados de saúde, no sistema público, durante a estada num dos 27 países da EU, Islândia, Listenstaine e Noruega.

Para estudantes não-europeus, ou no caso em que o destino seja outro que não mencionado anteriormente, é recomendado que tenham um seguro de saúde privado

 

Reconhecimento dos resultados de aprendizagem

O reconhecimento académico dos resultados de aprendizagem obtidos no estrangeiro é feito, de acordo com o Sistema Europeu de Transferência de Créditos – ECTS.

O reconhecimento formal é feito com base no processo de creditação das unidades curriculares a que o estudante obteve aproveitamento.

A creditação é feita pelo Coordenador de mobilidade e com base no Contrato de aprendizagem e no Certificado de notas.

 

Informação adicional

A leitura do Guia de Apoio à Mobilidade de Estudos é essencial para que a mobilidade seja um sucesso.

Conta com a ajuda da equipa do GISP para prepares a tua candidatura e a tua mobilidade!

Contacto: erasmus.mobilidade@ubi.pt

Data da última atualização: 01/04/2022
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.