Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Notícias
  3. Docentes e Investigadores da UBI no World’s Top 2% Scientists list

Docentes e Investigadores da UBI no World’s Top 2% Scientists list

  19 de novembro de 2021  

Img:

São 20 os docentes e investigadores da UBI presentes num ranking organizado pela prestigiada Universidade de Stanford, dos Estados Unidos. Face ao estudo anterior, há uma subida de seis.

A Universidade da Beira Interior (UBI) aumentou o número de investigadores incluídos numa lista internacional que reúne os 2% melhores do mundo. No estudo intitulado “World’s Top 2% Scientists list”, desenvolvido pela Universidade de Stanford (Califórnia, EUA), o número de elementos ligados à UBI aumentou de 13 para 20, face ao ano anterior.

A lista destaca o mérito científico (por ordem alfabética) de Alexey S. Koshelev (CMA – Centro de Matemática e Aplicações), André F. Moreira (CICS – Centro de Investigação em Ciências da Saúde), António Cardoso Marques (NECE – Núcleo de Investigação em Ciências Empresariais), António J. Marques Cardoso (CISE-Centro de Investigação em Sistemas Electromecatrónicos), Arminda do Paço (NECE), Duarte de Melo-Diogo (CICS), Elisabete C. Costa (CICS), Helena Alves (NECE), Hugo Proença  (IT - Instituto de Telecomunicações – Polo da UBI), Ilídio J. Correia (CICS), João Ferreira (NECE), Luís A. Alexandre (NOVA LINCS), Mário Franco (CEFAGE - UBI), Nuno M. Garcia (IT-UBI), Paulo J. Oliveira (CMAST – Centro de Ciências e Tecnologias Mecânicas e Aeroespaciais ), Paulo N.B. Reis (CMAST), Roshan Paul (Departamento de Ciência e Tecnologia Têxteis), Sandeep Pirbhulal (C4 - Centro de Competências em Cloud Computing), Sónia P. Miguel (CICS) e Victor Moutinho (NECE).

“World’s Top 2% Scientists list” está dividido em duas categorias: “Carreira”, que mede o impacto ao longo do percurso académico, analisados os dados globais desde meados da década de 1990; e “Impacto de investigação” no ano 2020.

Na categoria “Carreira”, a UBI mantém três investigadores: Luís A. Alexandre, Hugo Proença e Paulo J. Oliveira, que também fazem parte da lista anual.

A World’s Top 2% Scientists list, disponibilizada em outubro pela Universidade de Stanford (Califórnia, EUA) estabelece o ranking dos cientistas mais citados a nível mundial. Esta lista, que abarca mais de 100 mil investigadores de reconhecido mérito, distribuídos por 149 países e 22 áreas científicas, inclui 700 investigadores portugueses, 20 dos quais da UBI. O estudo, que é coordenado por John Ioannidis, da Universidade de Stanford, estabelece o impacto do trabalho desenvolvido, com base nas respetivas citações.

Notícia atualizada às 12h10 de 19 de novembro de 2021.

Partilhar

Data da última atualização: 2021-11-19
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.