Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Sociologia
  4. Sociologia da Família

Sociologia da Família

Código 13144
Ano 3
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária TP(60H)
Área Científica Sociologia
Tipo de ensino Presencial
Estágios Não se aplica
Objectivos de Aprendizagem - Analisar as transformações das relações familiares e conjugais nos países ocidentais e, em particular, na sociedade portuguesa; Compreender a diversidade de percursos e modos de funcionamento familiares na sua articulação com os contextos sociais mais amplos; Proporcionar o contacto com temas de investigação abordados no âmbito desta disciplina.
-Para concluir, com sucesso, esta unidade curricular os alunos devem demonstrar:
Conhecer e identificar as principais transformações das relações familiares e conjugais nos países ocidentais e, em particular, na sociedade portuguesa; Compreender e explicar a diversidade de percursos e modos de funcionamento familiares na sua articulação com contextos sociais mais amplos; Saber discutir a ideia de «crise da família» com base nas actuais mudanças sociais e de valores, identificando os principais argumentos pró e contra; Saber analisar temas e resultados de pesquisas sociológicas na área da família;
Conteúdos programáticos 1. Capitalismo e Família Conjugal Moderna
2. Crise da Família e do Casal?
3. Mudança e Diversidade de estruturas, percursos e interacções familiares
4.Temas e estudos da Família em Portugal
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação Exposição de conteúdos seguido de debate; tutorias; análise colectiva de textos; exercícios (orais e escritos) de resposta a questões formuladas acerca dos conteúdos programáticos; fichas individuais sobre os textos estudados. A avaliação dos alunos é obtida através de: i) trabalho individual escrito; ii) Apresentação oral de grupo; iii) Trabalho de grupo escrito sobre um Tema.
Bibliografia principal 1.Santos, Filomena (2007),"Perspectiva Histórica sobre o Casamento"in Sem Cerimónia nem
papéis – um estudo sobre as uniões de facto em Portugal. UBI.Tese; Santos, F. & Dias, R. (2016). Famílias e Mudança em Portugal: uma Perspectiva Sociológica In M. J. Vidigal (2016) Contributos para a História da Psiquiatria e Saúde Mental em Portugal, Lisboa:Trilhos; Wall, K. (org.)(2005), Famílias em Portugal, Lisboa, ICS. Wall, K., S. e V. Cunha(Coord.)(2010), A Vida Familiar no Masculino. Negociando velhas e novas masculinidades, Lisboa, CITE. 2. Amâncio, Lígia(1992), As Assimetrias nas Representações do Género. Revista Crítica de Ciências Sociais, 34: 9-22. Torres, A. et al.(2000), Porque não se Revoltam as Mulheres? A divisão de trabalho entre os sexos. Actas do IV Congresso da APS, Coimbra, 2004.
CUNHA, Vanessa(2005),“As Funções dos Filhos na Família”in Karin Wall (org.),Famílias em Portugal, Lisboa, ICS. Dias, Isabel(2004),Violência na Família:Uma abordagem sociológica, Porto, Afrontamento.
Língua Português
Data da última atualização: 2018-06-28
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.