Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Reitoria
  3. Centros
  4. Biblioteca

Biblioteca

Contactos

Rua Marquês d'Ávila e Bolama
6201-001 Covilhã
275319850
3410
+40° 16' 40.44" -7° 30' 26.18"
http://biblioteca.ubi.pt  



Antes de as Universidades serem criadas, na Europa dos séculos XII e XIII, já há muitas centúrias que havia Bibliotecas. Recordemos, da antiguidade, a de Assurbanipal, em Nínive (c. de 800 anos a.C.), a do Templo de Artemisa, em Éfeso (incendiada por Eróstrato, em 356. a.C.; mais tarde, em 135 d.C., Éfeso viu erguer-se outra notável Biblioteca chamada ‘de Celso’), a Biblioteca de Pérgamo, a famosíssima Biblioteca de Alexandria, etc.. Na Idade Média, ficaram famosas várias Bibliotecas que funcionavam nas escolas catedralícias, palatinas e abaciais / monacais. Algumas destas foram o berço das Universidade nascentes, constituindo-se ato contínuo espaços privilegiados de preservação, investigação, criação, partilha e difusão do conhecimento pela Europa. Nelas se fomentou e cimentou o espírito e o ambiente universitários. A invenção da Imprensa, no séc. XV, implicou uma imensa transformação no universo das Bibliotecas: surgirão sucessivamente as Bibliotecas das novas ordens religiosas, as Bibliotecas reais, as das sociedades científicas, hospitalares, de simples particulares, etc., ‘democratizando’ cada vez mais o acesso ao saber. Mais recentemente surgiram Bibliotecas Nacionais, Municipais, comunitárias, ambulantes, temáticas (v.g., infantis), etc.. As Bibliotecas são sempre lugares «mágicos e míticos», espaços de iniciação ao possível, começo de histórias intermináveis, «metáforas vivas» do próprio Ser Humano.  Não é por acaso que elas são locais ficcionais de eleição na dramaturgia e nos romances da Literatura Universal. Lembre-se a propósito «O Nome da Rosa» de Umberto Eco, «A Biblioteca de Babel» de Jorge Luís Borges (“a Biblioteca é o Universo” e vice-versa), ou a «Biblioteca performativa» de Aby Warburg e Georges Steiner.

A Biblioteca da UBI, embora muito jovem, assume com humildade os pergaminhos desta longa tradição sapiencial em que se insere. Mediante o estímulo à criação de um ambiente de estudo e de investigação, a nossa Biblioteca, nos seus três polos, tem procurado tornar-se numa «Biblioteca vivencial». Para saber mais sobre a Biblioteca da UBI e todos os serviços que ela lhe pode oferecer, clique aqui.


Equipa

José Maria da Silva Rosa
Diretor da Biblioteca
jrosaðubi÷pt
1145
Sandra Marques Pinto
Chefe de Divisão
smpintoðubi÷pt
275319850
1146
Sem Fotografia
Graça da Conceição Filipe Gabriel
Técnico/a Superior
graca÷gabrielðubi÷pt
Sem Fotografia
Madalena Duarte Craveiro Sena
Técnico/a Superior
senaðubi÷pt
3447
Sem Fotografia
Helena Paula Correia Cerdeira
Assistente Técnico/a
hpccðubi÷pt
Sem Fotografia
José António da Costa Fazenda
Assistente Técnico/a
jfazendaðubi÷pt
3193
Sem Fotografia
Américo Pinto Simões
Assistente Operacional
apsimoesðubi÷pt
275319709
3115
Sem Fotografia
José António Pinto Rogeiro
Assistente Operacional
jrogeiroðubi÷pt
1122
Sem Fotografia
Manuel José Fernandes Mendes
Assistente Operacional
mmendesðubi÷pt
3287
Data da última atualização: 04-02-2016
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.