Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Cinema

Cinema

1º Ciclo     Departamento de Comunicação e Artes

Plano de Estudos/Ramos   Cinema
Código DGES
9048  
Área CNAEF 213 | Portaria n.º 256/2005
Publicação em Diário da República Despacho n.º 12007/2014 - DR 2.ª série, n.º 187, 29 setembro
Avaliação/Acreditação/Registo Acreditação preliminar A3ES, 14-12-2011
Registo DGES R/A-Ef 1303/2011, 18-03-2011
Regime de Funcionamento Diurno
ECTS 180
Outras Informações Informação estatística

Concurso Nacional de Acesso  

Provas de Ingresso Uma das seguintes provas:
03 Desenho
06 Filosofia
12 História da Cultura e Artes
18 Português
Vagas 45 (2016)
Nota Mínima (0-200) Provas de ingresso: 95
Candidatura: 100
Nota do Último Colocado 130.6 (1st phase 2015)
Cálculo da Nota de Acesso Média do ensino secundário: 65%
Provas de ingresso: 35%
Mais informações para candidatos

Sobre

Objetivos Gerais O curso de 1º ciclo em Cinema da UBI confere aos alunos a capacidade de atuar criativamente nas diversas áreas da atividade cinematográfica (realização, produção, guionismo, fotografia, montagem e som) e da sua promoção, divulgação e estudo.
Permite-lhes igualmente refletir sobre os fundamentos teóricos, éticos e estéticos da atividade cinematográfica.
Capacita-os para a implementação autónoma de projetos.

Estes objetivos são alcançados através da experimentação de abordagens pessoais e contemporâneas à criação cinematográfica nas suas diversas vertentes, de uma formação de base teórica sólida e abrangente, da prática laboratorial e projetual consistente e do debate regular em seminários, conferências e masterclasses com especialistas das mais variadas áreas.

O curso destina-se tanto a alunos de graduação que pretendam ingressar imediatamente no mercado de trabalho após a sua conclusão como a alunos que enveredem pelo prosseguimento dos estudos.
Competências No final do curso, o aluno deve:
a) Ser capaz de conceber criativamente uma obra cinematográfica, dominando as necessidades e especificidades das principais funções existentes na produção fílmica (produção, realização, guionismo, fotografia, montagem e som) e identificando as exigências associadas ao processo criativo da mesma.

b) Dominar a especificidade e a sofisticação técnica e artística da criação cinematográfica, conciliando conceitos e teorias fundamentais da história do cinema com procedimentos e tecnologias contemporâneas que lhe permitam executar uma obra cinematográfica sólida de modo flexível.

c) Evidenciar capacidade de trabalho em equipa, sentido de responsabilidade na gestão de recursos e equipamentos, disponibilidade e empenho na aprendizagem, aptidão empreendedora e/ou liderante, atitude criativa e arrojada e sentido de compromisso profissional.

d) Ser capaz de exercer um juízo crítico devidamente fundamentado sobre as obras alheias e sobre o seu próprio trabalho, dominando as ferramentas teóricas e argumentativas necessárias à elaboração de um discurso verbal ou visual consistente e inventivo.

e) Ser capaz de analisar e compreender a atividade cinematográfica nas suas múltiplas dimensões, indo da obra fílmica única à filmografia de um autor ou aos paradigmas das diversas tradições e cinematografias mundiais.

f) Compreender o relevo do cinema no conjunto das formas de expressão artísticas e comunicacionais e articular a sua ligação estética e técnica às demais artes.

g) Ser capaz de avaliar as condições, implicações e consequências éticas, políticas, sociais e económicas da atividade cinematográfica.

h) Revelar uma elevada compreensão e aplicação da pluralidade e vastidão da teoria e da história cinematográficas nos mais variados contextos (criativo, mediático, cultural), no que respeita a géneros, autores ou sistemas de produção.

i) Ser capaz de conceber, programar e promover atividades cinematográficas de diversos tipos, desde mostras a festivais de cinema, passando por bases de dados, publicações especializadas, conferências e seminários, entre outras, de forma coerente e inovadora.

j) Ser capaz de, autonomamente, prosseguir iniciativas de pesquisa, investigação e reflexão sobre matérias, valores e procedimentos da atividade cinematográfica.

k) Demonstrar uma mentalidade empreendedora através de iniciativas empresariais pessoais ou da colaboração e integração em estruturas existentes.
Saídas Profissionais A formação abrangente proporcionada pelo curso, conciliando a aprendizagem teórica e a aprendizagem prática, permite, no final do mesmo, que os alunos desempenhem as mais variadas funções nas diferentes vertentes da atividade cinematográfica, seja em tarefas de liderança criativa e profissional (realizador, produtor, guionista, montador, director de fotografia ou director de som) seja em tarefas de assistência e apoio.

Tal formação permite, igualmente, o desenvolvimento de atividades de natureza mais reflexiva como a investigação científica, a crítica e o ensaísmo, bem como de divulgação da cultura cinematográfica (programação ou edição, por exemplo).

De igual modo, os alunos estão capacitados para desenvolver atividades em áreas afins ao cinema como a programação e a animação culturais ou a produção de conteúdos para diversos suportes e plataformas mediáticos (televisão, internet, videojogos, etc.)

Os alunos estão igualmente habilitados a fornecer formação especializada teórica e prática na área do cinema.
Infraestruturas Centro Multimédia:
a) estúdio de filmagem
b) estúdio de som
c) equipamento de rodagem
d) unidades de pós-produção de imagem e som
e) laboratório de fotografia
f) sala de workshops

Cinubiteca:
a) sala de exibição cinematográfica
b) sala de conferências, debates e colóquios

CREA (Centro de Recursos de Ensino e Aprendizagem):
a) estúdio de filmagem
b) unidades de pós-produção de imagem e som
c) laboratório de fotografia

Biblioteca Central:
a) 200 postos de trabalho informático
b) bibliografia específica
c) filmoteca

Labcom - Laboratório de Comunicação e Conteúdos On-line (www.labcom.ubi.pt):
a) BOCC (contém textos e outra documentação on-line sobre Cinema)
b) Livroslabcom.ubi.pt (contém livros on-line sobre Cinema)
c) Linha de investigação Cinema e Multimédia

Acesso permanente à Internet
Normas e Regulamentos Regulamentação UBI

Departamento de Comunicação e Artes

Rua Marquês D'Ávila e Bolama
6201-001 Covilhã
275 242 024

Responsáveis

Sem Fotografia
Diretor/a de Curso
Francisco Alexandre Lopes Figueiredo Merino
Coordenador de Mobilidade
Manuela Maria Fernandes Penafria

Comissões

Comissão Científica
Francisco Alexandre Lopes Figueiredo Merino
Catarina Isabel Grácio de Moura
Manuela Maria Fernandes Penafria
Urbano Mestre Sidoncha
Vasco Gabriel Bordalo Machado Crespo Diogo
Ana Catarina dos Santos Pereira
Luís Carlos da Costa Nogueira

Comissão de Coordenação Pedagógica
Francisco Alexandre Lopes Figueiredo Merino
Coordenadores Ano
Manuela Maria Fernandes Penafria (1º)
Vasco Gabriel Bordalo Machado Crespo Diogo (2º)
Luís Carlos da Costa Nogueira (3º)
Delegados Ano
César Filipe Santos Alves (1º)
Ana Catarina Almeida Ferreira (2º)
Inês Isabel da Silva Alves (3º)

Comissão de Creditação
Francisco Alexandre Lopes Figueiredo Merino
Luís Carlos da Costa Nogueira
Ana Catarina dos Santos Pereira
Manuela Maria Fernandes Penafria
Nota: A informação contida nesta página não dispensa a consulta dos documentos oficiais. Data da última atualização: 2014-08-07
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.