Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Química Medicinal
  4. Bioquímica Clínica

Bioquímica Clínica

Código 10261
Ano 3
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária PL(30H)/T(30H)
Área Científica Química Medicinal
Tipo de ensino Presencial
Estágios N/A
Objectivos de Aprendizagem Dar aos alunos uma formação teórica e prática na área da Química Clínica
Preparar os alunos para a execução de um estudo clínico-laboratorial e para a correcta interpretação de resultados analíticos em diferentes contextos clínicos
Desenvolver no aluno o rigor do raciocínio e a procura do saber
Saber aplicar os conhecimentos de Bioquímica na compreensão dos mecanismos da doença e acção de fármacos
Estar familiarizado com parâmetros bioquímicos e analíticos mais vulgarmente quantificados laboratorialmente
Conhecer e saber executar técnicas laboratoriais
Trabalhar em equipa e ter sentido crítico dos seus erros
Ser capaz de aplicar conhecimento teórico à prática laboratorial e à interpretação de resultados
Compreender a importância dos Controlos Qualidade

Reconhecer situações clinico-laboratoriais associadas a alterações nas diferentes funções e sistemas fisiológicos e fisiopatológicos
Saber interpretar todos os parâmetros quantificados num laboratório de Quimica Clinica
Conteúdos programáticos Teoria
1.Conceito de Bioquímica Clínica
2.Análises em Química Clínica e Qualidade
2.1Tipos de análises e amostras biológicas
2.2Erros analíticos. Importância do Controlo de Qualidade nas diferentes fases laboratoriais
3.Fluidos biológicos (FB)
3.1Diferenças da composição química
3.2FB extravasculares especiais
4.Mecanismos bioquímicos e parâmetros laboratoriais envolvidos no diagnóstico de alterações de:
4.1Função Renal
4.2Equilibrio Hidro-electrolítico e ácido-base
4.3Metabolismo dos Hidratos de Carbono
4.4Metabolismo Lipídico
4.5Função Hepática
4.6Proteínas e Enzimas

Prática
Doseamento glicémia
Doseamento colesterol, TG, HDLc
Doseamento Proteína sérica/urinária.Interpretação de electroforeses de proteínas e lipoproteínas
Doseamento ureia, ácido úrico, creatinina
Doseamento bilirrubina T, fosfatase alcalina. Análise urina tipoII, observação microscópica sedimento urinário
Apresentação/discussão casos clínico-laboratoriais
Apresentação monografia final
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação A avaliação teórica será efectuada através de um teste ou exame final, onde será necessário obter uma nota mínima de 9,5 valores.
Data da frequência: 07/01/2017
É necessária a comparência a, pelo menos, 50% das aulas teóricas para obter a concessão de frequência na disciplina e para admissão a exame final.
A avaliação das aulas teórico-práticas incluirá:
- realização de trabalhos práticos e elaboração dos respectivos relatórios a entregar no final de cada aula prática.
- pesquisa científica como apoio e complemento à elaboração de trabalhos escritos.
- resolução de casos práticos.
A nota teórico-prática/prática será assim distribuída:
10% para o desempenho laboratorial e apresentação de relatórios
5% para a resolução de casos práticos
Nos trabalhos práticos só é permitida uma falta e devem entregar todos os elementos de avaliação propostos.
A avaliação final ficará completa com a componente "Outros trabalhos finais" que incluirá uma Monografia de urina tipo II (com um peso de 5% na nota final), um Relatório Final (com um peso de 10% na nota final), efectuado através de apresentação escrita, oral e discussão dos resultados obtidos ao longo das aulas práticas laboratoriais e outros trabalhos efectuados ao longo do semestre relacionados com os temas leccionados nas aulas teóricas (com um peso de 20% na nota final).
A nota final da disciplina de Bioquímica Clínica será:
50% (nota teórica) + 15% (nota teórico-prática/prática) + 35% ("Outros trabalhos finais")
Esta fórmula de cálculo da nota final aplicar-se-á à frequência e a todos os exames. A nota do exame é considerada nota teórica.
Se o aluno tiver uma nota teórico-prática/prática igual ou superior a 10 valores e uma nota na componente "Outros trabalhos finais" igual ou superior a 10 valores, mas uma nota teórica inferior a 9,5 valores, será admitido a exame com nota de frequência igual à nota teórica.
Bibliografia principal Bibliografia Base
- Burtis, C; Ashwood, ER; Tietz. Fundamentals of Clinical Chemistry, 5th Edition. W. Company, London (2001).
- Kaplan, LA; Pesce, AJ; Kazmierczak, SC. Clinical Chemistry: Theory, Analysis and Correlations, 4th Edition. MosbyInc, St Louis (2003).
- Bishop, LM; Fody, PE; Schoeff L. Clinical Chemistry: Principles, Procedures, Correlations, 5th Edition. Lippincott Williams and Wilkins, Baltimore (2005).

Bibliografia complementar
- McPherson RA; Pincus MR. Henry’s Clinical Diagnosis and Management by Laboratory Methods, 22th Edition. Saunders, Elsevier (2012).
- Balcells A. La Clinica e el Laboratorio – Interpretacion de análisis y pruebas funcionales, 21th edicion. Elsevier Masson (2011).
- Devlin TM. Textbook of Biochemistry, with Clinical Correlations, 6th Edition. John Willey and Sons, Ltd, New York (2006).
- http://www.pubmed.com
- http://www.westgard.com
- http://www.ull.chemistry.uakron.edu
Língua Português
Data da última atualização: 2012-05-21
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.