Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Ensino de Português e de Espanhol no 3º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário
  4. Estágio Pedagógico

Estágio Pedagógico

Código 12054
Ano 2
Semestre A1
Créditos ECTS 42
Carga Horária E(600H)/OT(60H)
Área Científica Formação de Professores de Português e de Espanhol
Tipo de ensino Teórico-prático.
Estágios Prática de ensino supervisionada nas escolas protocoladas com a UBI.
Objectivos de Aprendizagem A UC estágio pedagógico visa fornecer uma formação integral que permita aos formandos, futuros docentes de português e de espanhol no 3º ciclo do EB e no ES:
-Adquirir autonomia pedagógica.
-Construir uma identidade pessoal e profissional.
-Desenvolver espírito crítico e capacidade de reflexão sobre a prática pedagógica.
Além disso, os formandos devem:
-Revelar domínio na área da Didática das Línguas.
-Demonstrar competências no âmbito do saber, do saber-fazer e do ser.
-Articular saberes e competências no contexto sociocultural, real e concreto, da escola.
Conteúdos programáticos -Realização da PES (Prática de Ensino Supervisionada), numa escola protocolada com a UBI.
-Elaboração de uma dissertação de mestrado/relatório de estágio.
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação Metodologias de ensino -->
-Componente prática da UC (PES): assistência e lecionação de aulas, participação em reuniões para refletir sobre a práxis (incluindo a autoavaliação e heteroavaliação), participação na planificação da atividade letiva, preparação de instrumentos de avaliação e de materiais didáticos, dinamização de atividades, etc.
Componente teórica (nomeadamente, elaboração da dissertação) da UC: reuniões periódicas com o orientador científico.
Critérios de avaliação (classificação final da UC) -->
-Desempenho na PES (50%)
-Provas públicas de apresentação e defesa da dissertação de mestrado/relatório de estágio (50%)
Bibliografia principal Alarcão, I. 2010. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez.
D’Ávila, C. M. (coord.). 2013. Ser professor na contemporaneidade. Desafios, ludicidade e protagonismo. Curitiba: CRV.
Freire, P. 2007. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz & Terra.
Marcelo, C. (coord.). 2009. El profesorado principiante: inserción a la docencia. Barcelona: Octaedro.
Patrício, M. F. (org.). 1997. A escola cultural e os valores. Porto: Porto Editora.
Roldão, M. C. 2002. Os professores e a gestão do currículo. Perspectivas e práticas em análise. Porto: Porto Ed.
Sandoval Mena, M. et al. 2019. Educación inclusiva y atención a la diversidad desde la orientación educativa. Madrid: Síntesis.
Trindade, R.. 2009. Escola, poder e saber: A relação pedagógica em debate. Porto: Livpsic.
Vieira, F. et al. 2010. No caleidoscópio da supervisão: imagens da formação e da pedagogia. Ramada: Pedago.
Língua Português
Data da última atualização: 2021-10-02
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.