Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Cinema
  4. Seminário de Cinema II

Seminário de Cinema II

Código 13109
Ano 3
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/S(45H)
Área Científica Cinema
Tipo de ensino Presencial
Estágios Não
Objectivos de Aprendizagem A unidade curricular organiza-se em dois módulos, um de maior incidência teórica e outro de maior propensão prática correspondendo a cada um deles os seguintes objetivos:
Módulo 1 – a ter início 22 de setembro (e aula final a 12 de janeiro)
Proporcionar meios de reflexão sobre o cinema como forma de pensar, através de uma aproximação de conceitos e ideias da epistemologia e da teoria filosófica com a teoria do cinema.
Módulo 2 – a ter início a 17 de novembro
O objetivo principal do módulo é a operacionalização do conceito de “cinefilia”. Os estudantes deverão ser capazes de: 1) apresentar e discutir a “cinefilia” enquadrando-a na história do cinema e nas suas dimensões de crítica e de programação cinematográfica; 2) identificar e discutir o atual fenómeno de “cinefilia digital” nas suas dimensões de crítica, programação e de “jogos cinéfilos”; 3) propor e concretizar uma atividade de “cinefilia digital”.
Conteúdos programáticos Módulo 1:
a. Tipos de conhecimento e géneros fílmicos
b. Crença e descrença no cinema e a transmissão de conhecimento tácito
c. Estrutura ensaística e cinema de tese
d. A crítica da imagem contemporânea e o cinema

Módulo 2:
a. A cinefilia: contexto histórico.
b. A “cinefilia digital”: exemplos e discussão das dimensões de crítica, programação cinematográfica e de “jogos cinéfilos”.
c. Criação de uma atividade de “cinefilia digital”.
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação Módulo 1:
- Exposição de conteúdos epistémicos e/ou teórico-críticos em diálogo com trechos de obras fílmicas
- Avaliação composta por um trabalho de grupo na forma de um ensaio e apresentado individualmente por cada membro do grupo



Módulo 2:

Tendo em conta que a metodologia de ensino incide sobre a promoção da discussão e operacionalização da “cinefilia”, a avaliação possui dois parâmetros: 1) atividade de “cinefilia digital” com apresentação em aula por todos os membros da equipa; 2) relatório no qual justificam a operacionalização do conceito de cinefilia apresentando o seu enquadramento, objetivos e procedimentos assim como a originalidade ou pertinência da proposta.
Bibliografia principal Módulo 1:
Rancièce, Jacques (2013), Bela Tarr - o tempo do depois. Lisboa: Orfeu Negro.
Rancière, Jacques (2017), O destino das imagens. Lisboa: Orfeu Negro.
Virilio, Paul (2018), Guerra e Cinema. S. Paulo: Página Aberta.
Zizek, Slavoj (2008), Lacrimae Rerum. Lisboa: Orfeu Negro.

Filmografia fundamental:
Béla Tarr, O Cavalo de Turim, 2011
Lars von Trier, Dogville, 2003
Murnau, Aurora, 1927.
Godfrey Reggio, Koyaanisqatsi, 1982

Módulo 2:
Oliveira, Anabela Dinis Branco de (2014). Cinefilia nas redes sociais. In António Fidalgo & João Canavilhas (Orgs.) Comunicação Digital 10 anos de investigação, Livros Labcom
Shambu, Girish (2019) “Por uma nova cinefilia”, Revista Cinética.
Skorecki, Louis (Orig.1978) "Contra a nova cinefilia", FOCO, Revista de cinema, Dezembro 2014 a Janeiro 2015.
Mendonça, Luís (2016) "Crítica e cinefilia – dos Cahiers amarelos à nova democracia digital" in Revista Camões, nº 24.

Filmografia: filmes UBICinema.
Língua Português
Data da última atualização: 2021-01-22
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.