Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Sociologia: Exclusões e Políticas Sociais
  4. Metodologias de Diagnóstico, Planeamento e Prospetiva

Metodologias de Diagnóstico, Planeamento e Prospetiva

Código 13375
Ano 1
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/TP(30H)
Área Científica Sociologia
Tipo de ensino Presencial
Estágios Não aplicável
Objectivos de Aprendizagem
Para concluir com sucesso esta unidade curricular os alunos devem demonstrar:
- Saber dominar os métodos e técnicas necessários à intervenção sociológica.
- Compreender, analisar e utilizar criticamente conhecimentos teóricos em novos contextos
empíricos.
- Adquirir uma cultura de planeamento, de gestão e de avaliação.
- Saber realizar "diagnósticos" e “estudos prospectivos”.
- Adquirir flexibilidade na procura de soluções de perfil inovador.
- Revelar autonomia de pensamento e problematização.
- Equacionar cenários alternativos perante realidades complexas.
- Desenvolver consistência argumentativa.
- Desenvolver uma sólida cultura ética e de responsabilidade.
Conteúdos programáticos
1. Fundamentação epistemológica da “Investigação-Acção” e da Sociologia da Intervenção
2. Metodologias, Processos e Fases de investigação-acção
2.1 Do Diagnóstico aos Procedimentos
3. Planeamento e Metodologia Participativa de Projecto
3.1 A Participação nos Processos de Planeamento
4. Sociologia e “Estudos Prospectivos”
4.1 Principais conceitos e metodologias de “Análise Prospectiva”
4.2 Limites dos “Estudos Prospectivos”
Bibliografia principal Ander-egg, E. e Idañes Maria J. A (2009). Diagnóstico Social -Conceitos e Metolodolgias. Porto: REAPN.
Becker, Howard (2016). Making Sociology Relevant to Society. Journal of Criminal Justice and Popular Culture December, 18 (1).
Durance, P. (2004). Memory of Prospective´s interviews. Available at:http://en.laprospective.fr/dyn/anglais/memoire/M_Godet_interview_eng.pdf
Fialho, J. (Coord ) (2015). Diagnóstico Social : teoria, metodologia e casos práticos. Lisboa : Sílabo
Guerra, I. (2000). Fundamentos e Processos de uma Sociologia da Acção. Cascais: Principia Editora
Guerra, I. (2006). Participação e acção colectiva: interesses, conflitos e consensos. Estoril: Principia Editora.
Moniz, António Brandão (2006). Foresight methodologies to understand changes in the labour process. Experience from Portugal. Enterprise and Work Innovation Studies. Monte de Caparica: IET
Perestrelo, M. (2007). Prospectiva e democracia participativa: potencialidades e constrangimentos. Cidades - Comunidades e Territórios. Lisboa: CET. 1, 61-69.
Robertis, C. (2011). Metodologia da Intervenção em Trabalho Social. Porto: Porto Editora
Turner, J. H., (2005). Is Public Sociology Such a Good Idea? The American Sociologist / Fall/Winter
Língua Português
Data da última atualização: 2019-12-09
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.