Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Cinema
  4. Novos Cinemas

Novos Cinemas

Código 13592
Ano 1
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/TP(45H)
Área Científica Cinema
Tipo de ensino Presencial.
Estágios Não aplicável.
Objectivos de Aprendizagem Módulo 1

1 – Dominar os principais critérios de diferenciação e convergência das artes
2 – Identificar o lugar do cinema no sistema das artes e a complexidade do mesmo
3 – Explorar crítica e criativamente a ligação do cinema às demais artes, histórica e contemporaneamente
4 – Refletir sobre a reciprocidade da articulação do cinema com as artes


Módulo 2

1 – Enquadrar os novos cinemas dentro da especificidade e hibridez do vídeo.
2 – Desenvolver conhecimentos teóricos e práticos sobre a vídeo-arte e sobre alguns dos seus artistas paradigmáticos.
3 – Desenvolver conhecimentos sobre a instalação/performance e novos meios.
4 – Conceber e realizar 1 obra de vídeo-arte.
Conteúdos programáticos Módulo 1

1. Cinema: singularidades
- de Canudo a Star Wars
2. Arte: cumplicidades
2.1 Núcleo: artes visuais
2.2 Núcleo: artes literárias
2.3 Núcleo: artes cénicas
2.4 Música
2.5 Escultura
2.6 Arquitetura


Módulo 2

1 - Vídeo: especificidade tecnológica num contexto de múltipla determinação.
2 - Paradigmas da Vídeo-Arte.
2.1 - Wolf Vostell e Nam June Paik: figuras míticas na fundação da arte-
vídeo.
2.2 - Vito Acconci.
2.3 - Bruce Nauman.
2.4 - Dan Graham.
2.5 - Gary Hill.
2.6 - Tony Oursler.
3 - Desmaterialização do Corpo na Cultura Digital.
3.1 - Stelarc e a Performance Digital.
4 - Visionamento e Discussão de Exemplos, incluindo os trabalhos dos estudantes.
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação Metodologias de Ensino:
1 - Exposição Teórica de conteúdos programáticos
2 - Visionamento e Discussão de exemplos
3 - Acompanhamento dos trabalhos
4 - Apresentação e discussão dos trabalhos

Avaliação:
1 – Concepção de uma obra de vídeo-arte / cinema experimental, não-narrativa, com justificação
alargada dos processos e intenções (4 págs) / ou trabalho de investigação com cerca de 8 a 10 págs.
sobre um tema a discutir com o docente: 45%
2 - Concepção de uma obra de vídeo-arte / cinema experimental, não-narrativa, com justificação
alargada dos processos e intenções (4 págs): 45%
3 – Assiduidade e Participação: 10% (Assiduidade Mínima: 60%)
Exame: Melhoria ou nota negativa em frequência - Concepção de uma obra de vídeo-arte / cinema
experimental, não-narrativa, com justificação alargada dos processos e intenções / ou trabalho de
investigação com cerca de 10 a 15 págs sobre um tema a discutir com o docente.
Bibliografia principal Módulo 1

Canudo, Ricciotto (1995), L’Usine aux Images, Paris, Séguier
Dalle Vache, Angela (2012), Film, Art, New Media, Nova Iorque, Palgrave Macmillan
Jackson, Russell (2007), Shakespeare on Film, Cambridge, Cambridge University Press
Jenkins, Henry (2008), Convergence Culture, Nova Iorque, NYU Press
Sitney, P. Adams (2014), The Cinema of Poetry, Oxford, Oxford University Press
Uroskie, Andrew (2014), Between the Black Box and the White Cube, Chicago, The University of Chicago Press

Módulo 2

Diogo, Vasco (2008) Vídeo: Especificidade, Hibridez e Experimentação, Tese de Doutoramento em
Ciências da Comunicação, Universidade Nova de Lisboa
Hall, Doug e Jo Fifer, Sally (1990), Illuminating Video – An Essential Guide to Video Art,
APERTURE/BAVC
Kaye, Nick (2007) Multi-Media: Video, Installation, Performance, Routledge
Munster, Anna (2006) Materializing New Media: Embodiment in Information Aesthetics, Hanôver, New Hampshire, University Press of New England
Língua Português
Data da última atualização: 2018-07-05
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.