Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Ciências da Cultura
  4. Programação e Organização de Eventos Culturais

Programação e Organização de Eventos Culturais

Código 14273
Ano 3
Semestre S2
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/TP(45H)
Área Científica Cultura
Tipo de ensino Presencial
Estágios n.a.
Objectivos de Aprendizagem - Compreender o papel do/a programador/a cultural no panorama artístico contemporâneo;
- Desenvolver o sentido crítico em relação aos actuais formatos de programação cultural, presencial e online;
- Distinguir e compreender a tipologia de eventos culturais;
- Reconhecer os diferentes públicos intervenientes nos processos de gestão e programação cultural;
- Conhecer as principais fases do processo de planeamento de eventos;
- Analisar e propor formas de comunicação em distintas programações culturais;
- Comunicar problemas e soluções, ideias e projectos resultantes das atividades de análise, síntese e reflexão, realizadas individualmente e em grupo;
- Participar nas diferentes fases de programação e organização de um evento cultural.

Conteúdos programáticos 1. Introdução ao conceito de programação cultural
2. Tipologias e fases de planeamento na programação cultural
3. Agentes culturais: o papel de criadores, programadores, públicos e crítica
4. Cultura, democracia e direitos humanos
5. Voluntariado e responsabilidade social
6. Comunicação e divulgação estratégica de eventos culturais
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação - Participação nas aulas: 10%
- Entrevista a um/a programador/a cultural gravada em vídeo: 30%
- Relatório das aulas com programadores culturais + participação no evento: 30%
- Participação na organização de um evento cultural: 30%

Bibliografia principal BOVONE, Laura (1997). Os novos intermediários culturais: considerações sobre a cultura pós-moderna. In Carlos Fortuna (org.). Cidade, Cultura e Globalização. Oeiras, Celta.

MADEIRA, Cláudia (2002). Novos Notáveis - Os programadores culturais. Oeiras, Celta.
RIBEIRO, António Pinto (2000). Programar em nome de quê? Ainda do Humano?!. in Ser feliz é imoral?. Lisboa, Cotovia.

DONNAT, Olivier e Paul TOLILA (dir.) (2003). Le(s) Public(s) de la Culture. Paris, Presses de Sciences Politiques.

KOTLER; Neil; KOTLER, Philip (1998). Museum Strategy and Marketing Design Missions, Building Audiences, Generating Revenue and Resources. São Francisco, John Wiley & Sons

ALLEN, J., William, O. e MCDONNELL, I. (2003). Organização e Gestão de Eventos. Editora Campus.

PEDRO, Filipe; Caetano, Joaquim; Chistiani, Klaus; Rasquilha, Luís (2005). Gestão de Eventos. Quimera, Lisboa.
Língua Português
Data da última atualização: 2021-06-02
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.