Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Psicologia
  4. Modelos Humanistas, Dinâmicos e Sistémicos

Modelos Humanistas, Dinâmicos e Sistémicos

Código 14872
Ano 3
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária T(30H)/TP(30H)
Área Científica Psicologia
Tipo de ensino Presencial.
Estágios Não se aplica.
Objectivos de Aprendizagem Pretende-se que o estudante aprenda fundamentos teóricos introdutórios e respetivos enquadramentos multidisciplinares, que permitam a compreensão dos modelos e métodos de intervenção psicológica humanista, psicodinâmica e sistémica/familiar.
No final da UC, o estudante deve ser capaz de: Descrever e explicar os fundamentos teóricos e principais constructos inerentes aos modelos e métodos humanistas, psicodinâmicos e sistémicos; Identificar os tipos de intervenção subjacentes aos modelos estudados; Analisar e sintetizar literatura científica no âmbito dos modelos abordados; Comunicar ideias, problemas e soluções, resultantes das atividades de análise, síntese e reflexão realizadas individualmente e em grupo; Utilizar recursos informáticos e a plataforma “moodle” no contacto com o docente e no acesso a conteúdos.
Conteúdos programáticos 1. Modelos Humanistas: Existencialismo, Humanismo e Psicologia Humanista; familiarização com autores-chave (Rogers e Maslow). Enquadramento teórico-prático da Psicoterapia Centrada na Pessoa;
2. Modelos psicodinâmicos - Freud e o nascimento da Psicanálise; aspetos-chave: o inconsciente, os sonhos, a teoria da sexualidade, a estrutura da personalidade, os mecanismos de defesa. Para além de Freud: outros autores essenciais (Winicott, Klein). A Psicanálise como processo terapêutico, a transferência e a contra-transferência. A Psicoterapia de Inspiração Psicanalítica;
3. Modelos Sistémicos- Introdução à perspetiva sistémica: enquadramento teórico-epistemológico, psicopatologia numa perspetiva sistémica; Terapias familiares: Modelos clássicos e novos desenvolvimentos.
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação Metodologias de ensino: Aulas teóricas e teórico-práticas, com exposição de conceitos e/ou recurso a leitura crítica de artigos/textos científicos em grupo, visionamento de vídeos, discussão e análise de casos, elaboração de pesquisas em bases de dados orientadas para determinados conteúdos. Estratégias de avaliação: Teste(s) de avaliação de conhecimentos
Bibliografia principal Alarcão, M. (2006). (Des)Equilíbrios familiares. Coimbra. Quarteto Editora.
Freud, S. (2001). Textos Essenciais da psicanálise:O Inconsciente, os sonhos e a vida pulsional (Vol I). Mem Martins: Europa-América
Freud, S. (2001). The standard edition of the complete psychological works of Sigmund Freud. London: Vintage Books.
Gladding, S. (2007). Family therapy: history, theory and practice. Upper Saddle River: Pearson Education Kaslow, F. W. & Magnavita, J.J. (Eds) (2002). Compreensive handbook of psychotherapy Volume I. John Wiley & Sons
Rogers, C. (2009). Tornar-se pessoa. Lisboa: Moraes
Relvas, A. P. (2000). Psicopatologia do desenvolvimento e contexto familiar: Perspectiva sistémica. In I. Soares (coord.), Psicopatologia do desenvolvimento: Trajectórias (in)adaptativas ao longo da vida. Coimbra: Quarteto Editora.
Língua Português
Data da última atualização: 2021-10-18
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.