Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Medicina
  4. Aparelho Digestivo

Aparelho Digestivo

Código 15119
Ano 2
Semestre A1
Créditos ECTS 7
Carga Horária OT(46H)/PL(8H)/S(6H)
Área Científica Ciências Morfológicas e Funcionais
Objectivos de Aprendizagem Descrever a anatomia e relações anatómicas, embriologia e histologia dos órgãos do aparelho digestivo e glândulas anexas, a estrutura e disposição anatómica da parede abdominal ântero-lateral e o peritoneu parietal e visceral.
Relacionar a histologia dos órgãos do aparelho digestivo com as funções que desempenham e explicar a importância e os mecanismos reguladores destas funções.
Explicar os processos de digestão e absorção dos principais nutrientes e a importância das adaptações morfo-fisiológicas do trato gastrointestinal nestes processos.
Explicar os mecanismos reguladores do trânsito intestinal ao longo de todo o tubo gastrointestinal e a sua importância para a digestão e absorção de nutrientes.
Identificar os órgãos do aparelho digestivo através de imagens histológicas.
Conteúdos programáticos Anatomia, embriologia, histologia da boca, língua, faringe, esófago, estômago, duodeno, jejuno, íleo, cólon, reto, canal anal e glândulas/órgãos anexas: glândulas salivares, fígado, vesícula biliar e pâncreas.
Composição das secreções dos órgãos do aparelho digestivo: secreção salivar, gástrica, pancreática, produção de bílis, controlo da sua secreção e relevância na digestão dos nutrientes.
Funções hepáticas: eliminação de vírus e bactérias, metabolismo e armazenamento de nutrientes, produção de bílis, regulação do volume de sangue, destoxificação, produção de proteínas plasmáticas.
Mecanismos de digestão e absorção de proteínas, lípidos e hidratos de carbono.
Trânsito intestinal e sua regulação pelo sistema nervoso entérico, hormonas e mediadores locais: deglutição, esvaziamento gástrico, trânsito no intestino delgado e a importância das contrações segmentares, transito no cólon e a movimentos de massa, regulação do processo de defecação


Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação As atividades pedagógicas decorrem em tutorias onde são discutidos os objetivos de aprendizagem e resolvidos problemas de aplicação dos conceitos em análise. Após um seminário introdutório em cada unidade pedagógica de 1h, na Fase 1 (4h) os alunos respondem a questões simples sobre os temas em análise. Na fase 2 decorrem atividades praticas e um período de estudo autónomo. Na fase 3 (8h), os alunos são estimulados a aplicar os conhecimentos adquiridos, através da resolução de problemas em equipa. O trabalho em equipa é estimulado e valorizado, bem como a capacidade de exposição oral dos temas. Outras formas de contato incluem a realização de seminários interativos com grupos maiores de alunos, e aulas práticas laboratoriais. Os conhecimentos são avaliados através de testes com perguntas de resposta objetiva, o que permite eficácia no processo de feedback das aprendizagens.
Bibliografia principal Johnson, L.R. (2007). Gastrointestinal physiology. 7th Ed. Mosby, St. Louis.
Mostafa RM, Moustafa M Y, Hamdy H. Interstitial cells of Cajal, the Maestro in health and disease World J Gastroenterol 2010 July 14;
16(26): 3239-3248
Guyton and Hall (2006). Textbook of medical physiology. Cap.70
Young B. and Heath J.W. (2000). Wheater´s Functional Histology. Churchill Livingstone, London.
Moore e Persaud (2000). Embriologia Básica, 5ª Ed, Guanabara Koogan SA, Rio de Janeiro, 453p.
Salivary Gland Disorders 2007, pp 1-16 Anatomy, Function, and Evaluation of the Salivary Glands F. Christopher Holsinger MD, FACS,
Dana T. Bui BA
Moore K.L., Dalley A. F. (2001). Anatomia orientada para a clínica, 4ªed., Guanabara Koogan S.A.
Língua Português
Data da última atualização: 2022-01-14
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.