Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Design Multimédia
  4. Teoria e Crítica do Design

Teoria e Crítica do Design

Código 12792
Ano 3
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/TP(45H)
Área Científica Arte e Design
Tipo de ensino Presencial.
Estágios Não se aplica
Objectivos de Aprendizagem Esta unidade curricular aborda o exercício do design e as suas implicações ideológicas e sociais. Pretende-se, como tal, promover a compreensão dos fundamentos teóricos do design e a sua contextualização, bem como do forte contributo do design para a definição da cultura contemporânea.
Reconhecer o design como problema do mundo contemporâneo;
Compreender os fundamentos teóricos do design;
Desenvolver um olhar analítico e crítico sobre o design enquanto disciplina;
Ser capaz de analisar e criticar um objecto de design de maneira fundamentada.
Conteúdos programáticos 01.
Concepções contemporâneas de design;
Teoria e crítica em design;
02.
Design como cultura material e objecto de mediação;
Design total e Desmaterialização;
03
Relação entre arte e técnica, dicotomia, ambiguidade ou simbiose;
Valor e valores;
Impactos do design, responsabilidade social e ética.
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação Exposição das matérias programadas com recurso a um conjunto de textos e material multimédia. A discussão crítica com os alunos sobre as temáticas analisadas é permanentemente valorizada e incentivada como parte da orgânica da aula e da progressão do próprio semestre.
A avaliação é baseada nos seguintes elementos: Apresentação em aula, Teste de conhecimentos, trabalho escrito teórico, participação e evolução dos estudantes.
A classificação mínima para exame será de 6 valores.
Bibliografia principal Baudrillard, Jean. Para uma Crítica da Economia Ploítica do Signo, Edições 70, 1995[1972].
Benjamin, Walter (1992 [1980]). “A Obra de Arte na Era da sua Reprodutibilidade Técnica“. in Sobre Arte, Técnica , Linguagem e Política. Lisboa, Relógio D`Água: pp.70-113.
Bonsiepe, Gui (1999 [1995]). Interface - An Aproach to Design. Maastricht, Jan van Eyck Akademie.
Calçada, A. et al (1993). Design em aberto. Uma antologia, Lisboa: Centro Português de Design.
Coles, Alex ed., (2007), Design and Art, Massachussets, MITPress.
Dilnot, Clive. Ethics in Design, 10 Questions, in Clark, Hazel, Brody, David Eds. Design Studies a Reader, Berg, 2009.
Flusser, Vilém (1999), The Shape of Things, A philosophy of Design, London: Reaktion Books).
Foster, Hal (2003), 'Design and Crime', Design and Crime, and Other Diatribes London: Verso, 13-26.
Ihde, Don (2008), 'The Designer Fallacy and Technological Imagination', in Vermaas, Pieter E., et al. (eds.), Philosophy and Design, From engineering to Architecture Netherlands: Springer, 51-59.
Julier, G. (2010). La cultura del diseño, Barcelona: Editorial Gustavo Gili.
Margolín, V. (2014). Design e risco de mudança, Matosinhos: ESAD.
Papanek, V. (2011). Design for the real world. Human ecology and social change, London: Thames & Hudson.
Távora Vilar, E. (Coord.), (2014). Design et al. Dez perspectivas contemporâneas, Lisboa: D. Quixote.
Língua Português
Data da última atualização: 2022-02-01
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.