Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Design e Desenvolvimento de Jogos Digitais
  4. Teoria e Crítica de Videojogos

Teoria e Crítica de Videojogos

Código 13815
Ano 1
Semestre S1
Créditos ECTS 6
Carga Horária T(30H)/TP(30H)
Área Científica Design de Jogos
Tipo de ensino Presencial.
Estágios Não aplicável.
Objectivos de Aprendizagem . Promover consciência crítica sobre o design de videojogos
. Capacitar o estudante para saber mais sobre história e estética dos videojogos
. Que o estudante aprenda conceitos de teoria e crítica.
. Familiarizar o aluno com abordagens de critical thinking e videogame theory.

Conteúdos programáticos 1. GAMES, BRANDING E HISTÓRIA
. O que é um Jogo? (Martinho)
. Da Ideia ao Conceito de Jogo (Adams)
. Princípios de Game Design (Bates)
. História e Tipologias (Herz)
. RP, Apresentação e Mensagen (Steinberg)
. Criar uma Brand Identity (Wheeler)
. Visual e Pensamento Espacial (Crawford)
. Motores de Experiência e Interface (Sylvester)

2. CRÍTICA E ESTÉTICA
. Interface, Código e Estética (Meyers)
. Jogos e Espaço-Tempo (Richards)
. Tecnologia, Eu e Transformação Cultural (Gergen)
. Modelagem, Enfoque, Empatia, Imaginação, Motivação e Crítica (Schell)
. A Arte da Crítica de Videojogos (IGN, Borlongan, Chapman, Takahashi)
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação 1. Dois Trabalhos críticos sobre um videojogo com dimensão de 5 páginas (25% cada da nota final). Data de Entrega em Novembro dia 2 e 7 de Dezembro. (ESTRUTURA: conceitos, características, narrativa, estilo visual).
2. Trabalho Teórico-Prático feito (50% da nota final) . 15 Páginas Com Referências Apa. Data de Entrega em Janeiro dia 11. (ESTRUTURA: conceitos, características, narrativa, estilo visual, referências externas, enquadramento teórico).

Os Alunos só podem faltar injustificadamente a 20% das aulas [salvo casos excepcionais].

Salienta-se o uso do computador e de acesso Internet apenas para completar a aprendizagem na aula. A utilização de ferramentas digitais é feita somente com base nas indicações do docente.

Esta disciplina não contempla Exame.

Bibliografia principal Adams, E. (2010). Fundamentals of Game Design. 2nd edition. US: New Riders / Pearce Education, pp.64 e 67.
Bates, B. (2004). Capitulo 1 – Principios de Game Design in “Game Design”. 2nd Edition. Thomson Course. Boston, Masschussets, US: Premier Press.
Borlongan, J. (21 de Fevereiro de 2017). How to Write a Video Game Review. In Pen And The Pad.com. Disponível em https://penandthepad.com/how-4480726-write-video-game-review.html
Chapman, M. (1 de Maio de 2016). How to Review a Video Game. In Level Skip. Disponível em https://levelskip.com/misc/How-to-Review-a-Video-Game
Collins, K. (2008). Game Sound: An Introduction to the History, Theory and Practice of Video Game Music and Sound Design. Cambridge, MA: MIT Press
Crawford, C. (2013). Chapter1 – The Tyranny of The Visual; Spatial Thinking in “On Interactive Storytelling”. 2nd Edition. US: New Riders.
Gergen, K. J. (2015). Chapter 2 :Playland. Technology, Self And Cultural Transformation. In Frissen, V. et al (2015). "Playful Identitie
Língua Português
Data da última atualização: 2021-09-23
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.