Menu Conteúdo Rodapé
  1. Início
  2. Cursos
  3. Ciências da Cultura
  4. Cibercultura

Cibercultura

Código 14252
Ano 2
Semestre S2
Créditos ECTS 6
Carga Horária OT(15H)/TP(45H)
Área Científica Ciências da Comunicação
Tipo de ensino Ensino Teórico. Para que fique explícito e estruturada a matéria para o semestre, os subtemas do programa estão associados a autores. Os alunos são avaliados com base na participação positiva na aula, comportamento, assiduidade e testes escritos.
Estágios Não aplicável.
Objectivos de Aprendizagem Após o entendimento de abordagens abertas do conceito (pragmático) de cultura, serão feitas incursões na génese da cibercultura como campo académico. Do entendimento de cultura e dos processos culturais como interseções de redes, do individuo em constante processo de trocas e, por isso, em constante estruturação da sua própria identidade cultural, os alunos terão a oportunidade de fazer uma análise das funções sociais e satisfação de necessidades pessoais totalmente feitas no ciberespaço; assim como o seu impacto na vida offline. As teorias da cibercultura e os conceitos chave vão ser abordados, assim como a leitura de obras de referência. Os conceitos de comunidade, identidade, corpo, subculturas e ciberespaço serão trabalhados de forma intensiva.
Conteúdos programáticos 1. O que é cultura? - Abordagem pragmática; aberta e fechada.
2. O conceito de ciberespaço.
3. Retrospectiva histórica sobre o homem e a tecnologia.
4. As narrativas do ciberespaço.
5. Teorias da cibercultura
6. Comunidade e cibercultura
7. Identidade e cibercultura
8. O corpo e a cibercultura
9. Comunidades e ciber-subculturas virtuais
10. O futuro do ciberespaço: cenários prospectivos
Metodologias de Ensino e Critérios de Avaliação As aulas serão dinâmicas, com pequenas apresentações e a presença constante de exercícios que ativam a aprendizagem. Requerem-se assiduidade e participação constantes dos alunos. As break out sessions permitem a realização de exercícios de reflexão, aplicação e exploração dos temas e conteúdos.
A aprendizagem será realizada através da elaboração de trabalhos práticos, individuais e em grupo, e da leitura e análise de textos, visualização de filmes e visitas de estudo a locais considerados pertinentes para a reflexão da cibercultura contemporânea.
A avaliação contínua será feita tendo em conta os seguintes critérios:

a) Trabalhos individuais- 50%
b) Trabalhos de grupo- 40%
c) Participação, assiduidade, comportamento e relacionamento com o professor e colegas- 10%
Bibliografia principal Bauman, Z. (2014). Vigilância líquida. Diálogos com David Lyon. Zahar.  Bell, D. (2001). An Introduction to Cybercultures. London: Routledge. Castells, M. (2004). A galáxia Internet, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian. Rüdiger, F. (2013). As teorias da cibercultura: perspectivas, questões e autores. Porto Alegre: Sulima. Elias, H. (2007). Néon Digital: Um Discurso Sobre os Ciberespaços. Covilhã: LabCom/UBI. Jenkins, H. (2006). Convergence Culture. New York University Press. Lévy, P. (1997). Cibercultura. Lisboa: Instituto Piaget.
Loader, Brian (1997). A Política do Ciberespaço. Política, Tecnologia e Reestruturação Global. Instituto Piaget Palfrey, J., Gasser, U. (2008). Born digital - understanding the first generation of digital natives. New York: Perseus. 
Rheinngold, Howard. (1996). A Comunidade Virtual.Gradiva. Turkle, S. (2013). Alone Together. Why we expect more from technology and less from each other. The Perseus Books Group.
Wolton, D. (1999). E Depois da Internet? Difel.
Língua Português
Data da última atualização: 2022-06-21
As cookies utilizadas neste sítio web não recolhem informação pessoal que permitam a sua identificação. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.